Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

Entidades evangélicas da Europa se manifestam sobre o ataque russo à Ucrânia

Por Felipe David

Após a invasão da Ucrânia pela Rússia nesta quinta-feira (24), a Aliança Evangélica Europeia (AEE) reagiu com uma declaração contrária à ação do presidente russo Vladimir Putin. “Não vemos justificativa para essas ações e estamos profundamente chocados com a morte, destruição, caos e miséria que ocorrerão como resultado”, foi o que expressou o secretário-geral da AEE, Thomas Bucher.
 
Conforme noticiado portal Protestante Digital, a declaração afirma que “a invasão da Ucrânia é injustificada e não provocada. Tem sido argumentado que o ataque é necessário para proteger os russos étnicos dentro da Ucrânia e para evitar que a Ucrânia ameace a Rússia. Esses argumentos são falsos. A apresentação deste desastre foi provocada pelo presidente Putin com objetivos geopolíticos mais amplos. Tanto a Rússia quanto a Ucrânia são nações soberanas que devem ser capazes de viver em paz umas com as outras, respeitando suas fronteiras, bem como seus respectivos assuntos internos e geopolíticos."
 
Por fim, a entidade “convida os cristãos a orarem por todos aqueles que sofrem e por aqueles que têm o poder de salvar vidas, levar ajuda humanitária e proteção. E vamos orar por todos aqueles que têm o poder de parar a guerra e trazer uma paz duradoura”. 
 
A Aliança Evangélica Espanhola manifestou apoio à declaração emitida pelo órgão evangélico europeu.
 
A Federação de Entidades Religiosas Evangélicas da Espanha (Ferede) também divulgou um comunicado sobre o ataque russo à Ucrânia. “Acompanhamos com preocupação e em oração os infelizes acontecimentos que, há algum tempo, ameaçam a paz na fronteira oriental da Europa e que, hoje, deixaram de ser uma ameaça para se tornar uma agressão bélica unilateral em todo o governo”, afirma o comunicado. 
“Diante de uma situação tão dramática, como cristãos evangélicos, redobramos nosso compromisso com a oração e o trabalho pela paz, a reconciliação e o diálogo na resolução de conflitos entre indivíduos e nações”, afirma.
 
Além disso, denuncia "o uso da força, das armas e da violência, como meio ilegítimo para atingir objetivos pessoais ou coletivos, políticos ou econômicos, de onde provêm e quem os executa". Neste caso específico, “denunciamos que, além de uma violação do direito internacional, a agressão militar da Rússia contra a Ucrânia é, do ponto de vista ético: ilegítima e imoral”.
 
Ao final, o pronunciamento encoraja os cristãos a não deixarem de orar "para que as ações militares cessem imediatamente" e pelas "vítimas desta agressão, especialmente as vítimas civis (...) indivíduos, famílias, crianças e idosos, cujas vidas e cujos bem -sendo que valem mais do que qualquer interesse nacional, político ou econômico”.
 
Confira a seguir, a oração escrita pelo pastor e fundador da 24-7 Prayer, Pete Greig. 
 
Uma oração pela crise na Ucrânia 
Por Pete Greig 
 
Espírito Santo, oramos pela igreja na Ucrânia, uma nação na qual 70% da população se considera cristã. Dê coragem aos nossos muitos irmãos e irmãs nessa nação nesta crise para que eles possam proclamar as boas novas do seu reino, liga os corações quebrantados e consola todos os que choram. (Isaías 61.1-2). 

Kyrie eleison - Senhor tenha piedade. 
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz. 

Deus Pai, Rei de todas as nações, clamamos a você agora pelo povo da Ucrânia. Pedimos a você que resgate aqueles que são vulneráveis das mãos de seus inimigos para que possam viver sem medo diante de você todos os dias (Lucas 1:74-75). 

Kyrie eleison - Senhor tenha piedade. 
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz. 

Senhor dos senhores e Príncipe da paz, nossos políticos estão prevendo a maior guerra na Europa desde 1945, e simplesmente clamamos a Ti urgentemente para escrever outra história em nosso tempo. Impeça as maquinações sombrias dos homens maus. Dê sabedoria além da humana. sabedoria aos pacificadores que buscam um caminho mais justo e menos violento. Que os políticos exerçam a sabedoria do alto, que é pacífica, gentil, disposta a ceder e cheia de misericórdia (Tiago 3.17).

Kyrie eleison - Senhor tenha piedade. 
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.

Amém.
 
  • Felipe David Pereira, jornalista mineiro especialista em marketing digital e pós-graduando em cinema. Cristão e metodista apaixonado por música e se descobrindo na arte de contar boas histórias.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.