Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

Líderes evangélicos pedem saída de Eduardo Cunha

Ganhou manchetes em mídias como Folha de São Paulo, Valor Econômico, O Dia, Congresso em Foco, Estadão, Revista Fórum e Agência Brasil a iniciativa de líderes evangélicos que pedem a saída de Eduardo Cunha da presidência da Câmara dos Deputados.

Ontem (28), por volta das 16 horas, foi protocolado na Secretaria-Geral da Mesa Diretora da Casa, um documento (manifesto) com assinaturas de líderes de igrejas, instituições e movimentos evangélicos pedindo a saída “imediata” de Cunha da presidência. O manifesto, que já conta com quase duas mil assinaturas, está disponível na internet e ainda pode receber adesões.

A ação não é liderada por uma única organização, e no documento os líderes afirmam que é uma “iniciativa apartidária”.

“...As ações do Deputado Eduardo Cunha, atual presidente da Câmara dos Deputados e que se identifica como evangélico, merecem repúdio. As denúncias de corrupção e o envio de recursos públicos para contas no exterior inviabilizam a permanência do deputado Eduardo Cunha no cargo que ocupa, uma vez que não há coerência e base ética necessária a uma pessoa com responsabilidade pública”, diz o documento.

“Sendo assim, como evangélicos que prezam a ética, a verdade e a justiça, concordamos quanto à insustentabilidade da permanência do Deputado Eduardo Cunha na presidência da Câmara dos Deputados e posicionamo-nos a favor de sua imediata saída”, conclui.
Ao protocolar o documento na Câmara, os líderes evangélicos disseram que vão continuar coletando assinaturas pela saída de Cunha. “Como evangélicos, não concordamos com as práticas de corrupção, e queremos manifestar aqui o nosso pedido de saída”, disse o pastor Welinton da Silva, da Igreja Metodista de Brasília (DF).

A manifestação ocorreu no dia em que o Conselho de Ética da Casa concedeu a Cunha dez dias para apresentar sua defesa. Denunciado ao Supremo Tribunal Federal (STF) por suspeita de envolvimento no esquema de corrupção desvendado pela Operação Lava Jato, Cunha é acusado, entre outras coisas, de mentir à CPI da Petrobras ao dizer que nunca teve contas bancárias na Suíça, quando investigadores provaram o contrário.

Fotos: Nádia Junqueira e Thiago Vilela
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1174 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.