Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Quando a Alegria Não Vem Pela Manhã -- As parábolas de Jesus e a oração não respondida

Quando a Alegria Não Vem Pela Manhã

As parábolas de Jesus e a oração não respondida

Ricardo Barbosa de Sousa

Páginas 120
ISBN 978-65-86173-09-3
Formato 14x21
Assunto Aconselhamento, Espiritualidade, Vida Cristã
Ano 2021
Editora Ultimato
Código 42.73
Preço
sugerido
45,10
de R$ 45,10
por
R$ 33,83
economize R$ 11,27
Quando a Alegria NÃO Vem pela Manhã é um livro sobre oração. Na verdade, sobre a frustração das orações não respondidas.

Autor de Pensamentos Transformados, Emoções Redimidas, o pastor Ricardo Barbosa explora três conhecidas parábolas de Jesus sobre a oração, ao mesmo tempo em que lida com a ausência de respostas fáceis.

Como lidar com o que consideramos silêncio de Deus? Como ouvir o que pensamos ser um “não” às nossas orações? Quando a Alegria NÃO Vem pela Manhã escancara a dor e o sofrimento, e também o mistério e o milagre da oração que reconcilia e dá esperança.

* * * *

Quando a Alegria NÃO Vem pela Manhã é uma reflexão inspirada, íntegra e transparente do milagre que surge como resposta às nossas orações. Nem sempre é o milagre que esperamos, mas misteriosamente há sempre milagre para aquele que suplica e clama ao Pai, em nome do Filho e na força do Espírito Santo.
– Osmar Ludovico
 

Ricardo Barbosa de Sousa
é presidente do Centro Cristão de Estudos (CCE) e coordenador dos projetos Emaús e Vocatio. Pastor da Igreja Presbiteriana do Planalto, em Brasília, DF, estudou no Regent College, em Vancouver, no Canadá, e foi presidente da Fraternidade Teológica Latino-Americana. É colunista da revista Ultimato e autor de, entre outros, Pensamentos Transformados, Emoções RedimidasO Caminho do Coração e A Espiritualidade, o Evangelho e a Igreja.


 A Bíblia é uma grande literatura de oração. Cada versículo, cada capítulo, cada livro é palavra de Deus que nos convida a uma resposta em oração. Em Quando a Alegria NÃO Vem pela Manhã, Ricardo Barbosa não somente nos conduz ao coração das três parábolas que Jesus ensinou sobre a oração, mas também dá testemunho de sua peregrinação para compreender o sofrimento humano face às promessas de Deus de nos acolher e atender.

Uma reflexão inspirada, íntegra e transparente do milagre que surge como resposta às nossas orações. Nem sempre é o milagre que esperamos, mas misteriosamente há sempre milagre para o maltrapilho que suplica e clama ao Pai, em nome do Filho e na força do Espírito Santo.
– Osmar Ludovico

----

Não podemos evitar a dor. Até Jesus aprendeu com aquilo que sofreu. Qual é o lugar da oração nesses momentos? Como ela nos permite lidar com o que consideramos silêncios e respostas negativas de Deus? Este é um livro para ser lido devagar, revisitando os momentos em que nossas cicatrizes nasceram. É um livro para quem deseja integrar sua dor e reconciliá-la com a vida de oração. É um convite à maturidade, oportuno, necessário.
– Ziel Machado

----

De repente, sem esperar, algo acontece e a vida passa a ter contornos e perguntas nunca imaginados. As cores da vida mudam, a própria fé faz perguntas que parecem ecoar no vazio e a volta à própria Palavra de Deus já não é a mesma. É que já não somos os mesmos, ainda que a Palavra continue diante de nós, convidando-nos para o encontro, embora de outro jeito.

É isso que aconteceu com Ricardo e assim o encontramos neste livro. O mesmo texto, mas um outro Ricardo, e não poderia ser diferente. Thiago, seu filho mais velho, faleceu e a vida nunca mais será a mesma. Aliás, a leitura do texto nunca mais será a mesma, ainda que a adoração a Deus continue a sustentar a vida. Obrigado, Ricardo, por nos deixar entrar neste seu momento de vida em que nos convida a ler algumas das “velhas” narrativas bíblicas. Textos de ontem que nos alcançam hoje e aos quais respondemos como Tiago, o discípulo, respondeu diante de Jesus, dizendo: “Senhor meu e Deus meu” (Jo 20.28).
– Valdir Steuernagel
   

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este livro. Seja o primeiro a comentar.