Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Deu no NYTimes

A revista dominical do jornal The New York Times do dia 9 de setembro pergunta, não sem constrangimento, se Freud era um defensor da fé. Claro, a resposta óbvia é não. No entanto, os ateus de plantão, animados pelo recente lançamento de “Deus, um Delírio”, de Richard Dawkins (Companhia das Letras), e pelo ainda não traduzido no Brasil “God Is Not Great”, de Christopher Hitchens, devem colocar as barbas de molho.

Para o autor da matéria existe mais sobre a, digamos, “religiosidade” de Freud. Mark Edmundson afirma que Freud sugere que a fé em Deus “possibilitou um retorno à vida interior, tornando-a rica”, além de reconhecer “poesia” e “promessa” na religião.

O que parece novidade na matéria do NYTimes não o é para os leitores de obras como Cartas entre Freud e Pfister. Com prefácio da filha do pai da psicanálise, Anna Freud, a correspondência entre o pastor protestante Oskar Pfister e Freud, entre 1909 e 1938, é, nas palavras do psicanalista Joel Birman , “talvez o arquivo mais importante para balizarmos a relação entre os discursos psicanalítico e religioso”. Aliás, Anna Freud disse a Armand Nicholi, psiquiatra e professor da Escola de Medicina de Harvard, algo que precisa ser lembrado sobre o mais conhecido dos ateus do século passado: “Se você quiser conhecer o meu pai, não leia a sua biografia: leia a suas cartas”. O autor de Deus em Questão: C.S. Lewis e Freud debatem Deus, amor, sexo e o sentido da vida seguiu o conselho e não deixa por menos: “Freud cita frequentemente a Bíblia [...]. As cartas são repletas de ‘se Deus quiser’; 'o bom Senhor'; 'a vontade de Deus'; 'pela graça de Deus'; 'eu passei nos meus exames com a ajuda de Deus'; 'minha oração secreta' [...]”.

Não tenho maldade o suficiente para afirmar que Richard Dawkins está construindo uma igreja, talvez a dos sem-igreja, mas que o seu proselitismo é capenga, isso é. Graças a Deus. 


Leia mais
Ateísmo: o novo mantra dos radicais, Prateleira, dezembro de 2006.

Leia o livro
Cartas entre Freud & Pfister, um diálogo entre a psicanálise e a fé cristã, Ernst Freud (org.)
Deus em Questão — C.S. Lewis e Freud debatem Deus, amor, sexo e o sentido da vida, Armand Nicholi
Freud versus Deus, Dan Blazer

Leia o que Ultimato publicou sobre o assunto
Ver para crer ou crer para ver?, ed. 297
A violência do fundamentalismo secularista, ed. 292

Para receber Ultimato em casa, assine aqui.
É diretor editorial da Ultimato.
  • Textos publicados: 180 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.