Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

C.S. Lewis e Freud. Anthony Hopkins é Freud, Leonardo DiCaprio seria Lewis?

Por Marcos Bontempo

Duas vezes vencedor do Oscar de melhor ator, Anthony Hopkins é o nome escolhido para o papel de Sigmund Freud, no longa “A Última Sessão de Freud”. A informação, que se espalhou rapidamente, é do The Hollywood Reporter, publicada em maio. O que ninguém ainda descobriu é quem será o ator convidado para viver C. S. Lewis.

O longa [Freud "s Last Session] tem como base a peça premiada de Mark St. Germain, inspirada no livro The Question of God, publicado no Brasil pela Editora Ultimato (Deus em Questão - C.S. Lewis e Freud debatem Deus, amor, sexo e o sentido da vida).

Para o autor de Deus em Questão, C. S. Lewis e Sigmund Freud teriam muitas coisas a discutir. E ambos consideravam a questão da existência de Deus a mais importante da vida: “Todos nós abraçamos um dos pontos de vista diametralmente opostos: o da fé ou o da incredulidade. Enfim, a visão de mundo de Freud ou a de Lewis”.

Em Deus em Questão, os argumentos de Lewis e de Freud são postos lado a lado. Ambos refletiram cuidadosamente sobre os pontos fracos e as alternativas aos seus posicionamentos. Ambos consideraram o problema da dor e do sofrimento, a natureza do amor e do sexo, e o sentido último da vida e da morte, em um dos confrontos mais profundos da história.

A peça é um sucesso de crítica e público desde o seu lançamento em 2011, em Londres, na Inglaterra e, logo em seguida, nos Estados Unidos. Em cartaz em São Paulo desde o início do ano, com sessões esgotadas, A Última Sessão de Freud apresenta o encontro “irresistível” entre o pai da psicanálise e o mais influente escritor cristão do século 20.

Ultimato esteve no Teatro Vivo, em São Paulo, e conversou com os atores Odilon Wagner e Cláudio Fontana sobre o livro e o sucesso da peça, que continua sua temporada em São Paulo, agora no teatro Porto Seguro.

Na verdade, os dois pensadores nunca se encontraram. Lewis começou a lecionar na Universidade de Oxford logo depois dos 20 anos e conhecia as teorias de Freud. Enquanto isso, o psiquiatra austríaco estava na casa dos 70 e, muito provavelmente, tenha lido alguns dos primeiros escritos de Lewis, inclusive O Regresso do Peregrino, em que o autor das Crônicas de Nárnia chama um de seus personagens de “Sigismund”, nome verdadeiro de Freud. E, talvez por isso mesmo, O Regresso do Peregrino seja o único livro de Lewis mencionado (por Freud) no diálogo em cartaz em São Paulo.

Não é a primeira vez que Anthony Hopkins está às voltas com a história e o legado de C. S. Lewis. O velho ator inglês que agora fará o pai da psicanálise deu vida a C. S. Lewis no conhecido filme "Terra das Sombras" [Shadowlands], que narra o encontro e a história de amor entre C. S. Lewis e a poeta americana Joy Davidman.

Enfim, o novo longa, com início das filmagens agendado para o segundo semestre deste ano, mostra um diálogo e não um monólogo. Se, agora, Hopkins será Freud, quem faria melhor o papel do autor das Crônicas de Nárnia?

Leonardo DiCaprio, embora tenha pouco mais da metade da idade de Hopkins, parece pouco provável. Alguns queridinhos de Hollywood, mais jovens e de nacionalidade britânica são boas apostas – como Tom Holland (Homem Aranha) ou Taron Egerton (Rocketman). Enfim, vai faltar pipoca...
É diretor editorial da Ultimato.
  • Textos publicados: 198 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.