Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Não pode haver Natal sem luz!

A palavra natal vem do latim e tem o sentido de nascimento. No dia 25 de dezembro comemoramos o natal, relembrando o nascimento dAquele que é a maior expressão do amor de Deus por cada um de nós: Jesus Cristo, o Filho de Deus, Salvador de nossas vidas.

A questão não é se o natal realmente ocorreu no dia 25 de dezembro, aliás, alguns fatos levam a crer que não. Mas, fato é que num determinado dia, a jovem Maria, escolhida pelo Senhor, deu à luz ao Salvador.

A expressão dar à luz, comumente usada também nas Escrituras Sagradas, significa trazer ao mundo. Expulsar a criança do útero para a vida fora dele. Luz é claridade. Em outro sentido também significa capacidade de visão ou conhecimento.

No princípio, ou seja, na fundação do mundo, ao criar a luz (claridade), Deus viu que era boa e separou-a das trevas (escuridão) (Gênesis 1:4). A luz tornou-se o logos de Deus. A expressão de Deus neste mundo, e tanto a Palavra escrita (Salmos 119:105), quanto a Palavra viva, o verbo encarnado de Deus, são luzes para a humanidade (João 1:3-5).
Ao declarar haja luz, o criador estava dizendo haja Jesus e, consequentemente, haja cruz! Comemorar o Natal é comemorar o nascimento da pessoa que é a luz do mundo. Quando Isaías profetizou sobre o nascimento do Messias anunciou a luz que resgataria aqueles que antes se encontravam em trevas (Isaías 9:2). Assim, naquele dia natalício, quando Maria deu à luz, possibilitou Jesus nascer para muito além de seu interior de mãe. Ele nasceu para Salvar o mundo, pois ela deu à luz Àquele que é a própria luz. Foi através do nascimento de Jesus que chegou ao mundo a verdadeira luz capaz de iluminar todos os homens (João 1:9) revelando o conhecimento de Deus, o Pai.

"é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor." Lucas 2:11
Compreender o sentido do Natal é compreender que a partir do nascimento de Jesus, vários outros natais foram possíveis. Pois nós só somos cristãos porque experimentamos um novo natal, ou seja, um novo nascimento, ao permitirmos que Jesus também nasça em nossos corações e nele faça morada passando a habitar como autor e consumador da nossa fé.

Jesus veio ao mundo como luz e quem crê nEle não permanece nas trevas (Jo 12:46). Quem passa pelo natal do Senhor Jesus é iluminado. É possuidor do conhecimento de Deus revelado através de Seu filho amado e torna-se também um filho adotivo de Deus. Torna-se luz, filho da luz suprema uma vez que o ser luz foi a única afirmação de Jesus acerca dele mesmo em que Ele disse que Ele era e que nós também somos. Jesus é a luz do mundo (Jo 8:12) e o discípulo de Jesus é a luz do mundo (Mateus 5:14-16). Isto significa que a luz do cristão deve permanecer acesa e, como dito na Palavra de Deus, esta luz é expressa através de boas obras. Paulo em sua carta aos efésios reforça que os que são filhos da luz devem viver como filhos da luz frutificando em bondade, justiça e verdade (Efésios 5:8,9).

Assim, como não há o Natal sem Jesus, não pode haver Natal sem Luz. O discípulo de Jesus, que viveu e vive o natal iluminado continuamente em seu coração, deve deixar brilhar essa luz diante dos homens através de boas obras com a finalidade de dar glórias a Deus, o Pai.

Haja natal, haja luz, haja Jesus e haja cruz, em todo o tempo!
Cuiabá - MT
Textos publicados: 2 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.