Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Não é da sua conta

E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder. Atos 7:1.

Não é para você saber. Essa é mais umas das severas repreensões de Jesus dirigida aos curiosos discípulos que queriam compreender o tempo exato da restauração do reino de Israel. É notório a abelhudice e vanglória humanas para tentar desvelar os mistérios ocultos por Deus. O alcance dessas vaidades malignas, falsas crenças do saber de tudo, vai desde o desejo de conhecerr mais do que precisamos entender e ir além do que está revelado nas Sagradas Escrituras, até a algumas atitudes de afetação de um poder controlador de suposta manipulação dos oráculos divinos.

De tempos em tempos, surgem em momentos de crises sociais e econômicas (desemprego, carestia, terrorismo,guerra e outros mais) as famosas pregações escatológicas apocalipticas que prometem ser a panaceia universal para solução de todos os males. Porém, o Pai reservou inteiramente o conhecimentos desses acontecimentos futuros para si mesmo para que em seu próprio tempo e vontade a escatologia profética venha a se cumprir. Adam Clarke, teólogo metodista do século XVIII e comentarista bíblico, ensina: " A liberdade eterna e infinita de agir ou não agir, criar ou não criar, destruir ou não destruir, pertence somente a Deus... Em todo ponto do tempo e da eternidade, Deus deve estar livre para agir ou não, como pode parecer melhor para sua sabedoria divina." Os "tempos e estações" estabelecidos pela providência divina não podem ir além da medida determinada pela Santa Escritura, sob o risco de naufrágio na fé.

Agora, seria o caso de se perguntar se devemos nos abster de conhecer os mistérios ocultos de Deus. Certamente que não. Mas é preciso entender que a obscuridade do cumprimento das profecias é algo real. Os períodos exatos dos acontecimentos futuros estão fixados sob a autoridade de Deus e não seria apropriado perder tempo em investigar essas datas, as quais Ele colocou em seu próprio poder. Por outro lado, é fundamental manter os pés no chão para não se descuidar das coisas espirituais e deixar a atenção dos deveres atuais da vida. Cristo, nosso Senhor, nos deu ensinos e promessas suficientes para que estejam cingidos os nossos lombos, e acesas as nossas candeias.

Sendo assim, é preciso conservar nossos olhos fitos em Jesus, o autor e consumador da nossa fé, e concentrar nossa atenção na sublime missão de proclamar o Evangelho em busca das almas pecadoras. Deixar as especulações sobre o futuro de lado e sair à procura das ovelhas perdidas. Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará.
Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.