Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Coronavírus, cultos online, visitação virtual!

Já venho abordando o tema desta doença, Covid.19, há umas quatro semanas, mas o assunto não se esgota em um único artigo, sempre há facetas novas a serem consideradas; nos artigos anteriores tratei do que poderá ocorrer com a "Igreja pós-pandêmica", o que ter-se-á que introduzir para uma realidade outra.

Hoje vou abordar o que de novo se apresenta para dar continuidade às atividades da Igreja durante a pandemia, quando todos os cuidados devem ser usados para evitar o contágio de um cristão pelo outro; encontramos alguns recursos já em pleno andamento, tais como:

• "lives" de oração diárias, aliás um excelente progresso para a vida espiritual dos que estão confinados em suas residências;

• surgiram, em seguida, os cultos "on-line", aos domingos, para que a edificação dos fieis não se interrompa, também uma ótima providência;

• Com vistas a manter a interação entre as diversas famílias, adotou-se a visita virtual, que compreende usar os modernos recursos tecnológicos para uma denominada "visita virtual", copiada do modelo das vídeo-conferências.

Não resta a menor dúvida de que esta foi, salvo melhor entendimento, a mais perfeita mudança que se adotou; as famílias em seus respectivos lares adentram umas nas residências das outras, via sistema computadorizado – dialogam, fazem uma reflexão bíblica, oram em conjunto, umas pelas outras – a amizade, o amor, o bom relacionamento são criados, incentivados, formando "famílias gêmeas".

Diz o ditado popular que "há males que vêm para o bem", o que a Palavra de Deus considera também:

"Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" (Romanos 8.28).

Ouso afirmar que, para muitos, os que levam a Palavra de Deus a sério, a vida pós pandêmica, no que diz respeito à prática cristã, à vivência espiritual será mais rica; isso tendo em vista um melhor conhecimento das Escrituras, um bom relacionamento com as outras famílias, que as providências acima mencionadas estão criando e ou aprimorando, acrescentando-se as orações feitas, agora diariamente, nas "lives".

Tenho a convicção de que tais medidas, se levadas a sério mesmo após a quarentena, trarão bons frutos para o tempo futuro, o tempo do retorno às práticas cristãs de culto presencial e à vivência diária de comunhão mais íntima e pessoal com Deus.

Tenho citado também as palavras do salmista que diz que "o pardal encontrou casa e a andorinha ninho para acolher os seus filhotes, eu [encontrei] os teus altares Rei meu e Deus meu", afirmando ainda querer sempre estar à porta do nosso Deus, onde um dia vale mais que mil; transcrevo o salmo logo abaixo.

Este texto bíblico foi escolhido para o culto de comemoração dos quinze anos de nossa filha e tem sido marcante em nossas vidas como família.

Como tenho afirmado há 13 anos, neste espaço, Igreja é a reunião de dois ou três [ou mais] em nome do Senhor Jesus e na presença d’ Ele, conforme Ele próprio orientou; portanto independe do local em que se reúne.

Igreja, então, não é um imóvel [Templo] no qual se presta culto a Deus, igreja não é uma denominação, um segmento de uma religião, no caso do Cristianismo; Igreja, repito, é uma reunião de pessoas em nome do Senhor Jesus e na Sua santa presença para louvar, cultuar ao nosso Deus.

Salmos 84 (NVI)

1 Como é agradável o lugar da tua habitação, Senhor dos Exércitos!
2 A minha alma anela, e até desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e o meu corpo cantam de alegria ao Deus vivo.
3 Até o pardal achou um lar, e a andorinha um ninho para si, para abrigar os seus filhotes; eu, um lugar perto do teu altar, ó Senhor dos Exércitos, meu Rei e meu Deus.
4 Como são felizes os que habitam em tua casa; louvam-te sem cessar!
5 Como são felizes os que em ti encontram sua força, e os que são peregrinos de coração!
6 Ao passarem pelo vale de Baca, fazem dele um lugar de fontes; as chuvas de outono também o enchem de cisternas.
7 Prosseguem o caminho de força em força, até que cada um se apresente a Deus em Sião.
8 Ouve a minha oração, ó Senhor Deus dos Exércitos; escuta-me, ó Deus de Jacó.
9 Olha, ó Deus, que és nosso escudo; trata com bondade o teu ungido.
10 Melhor é um dia nos teus átrios do que mil noutro lugar; prefiro ficar à porta da casa do meu Deus a habitar nas tendas dos ímpios.
11 O Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor concede favor e honra; não recusa nenhum bem aos que vivem com integridade.
12 Ó Senhor dos Exércitos, como é feliz aquele que em ti confia!

Pense nisto!
São Paulo - SP
Textos publicados: 671 [ver]
Site: http://www.sefiel.com.br

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.