Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

“Solidão” é o tema da décima segunda live da série “Diálogos de Esperança”

Por Klênia Fassoni

Quem já experimentou a solidão sabe que é um sentimento incômodo. Os dicionários definem a palavra como: “estado de quem se acha ou se sente desacompanhado ou só; isolamento”; “sensação ou condição de pessoa que vive isolada do seu grupo”.

Na canção Oração do Guerreiro, Zazo descreve com cores fortes a dor da solidão:

Solidão desespera [...]
Solidão dilacera
Medo de se perder
E que ao final do túnel não venha a tal sonhada luz
Vem, Senhor, me sustenta
Em meio à solidão
Nesse dia de angústia
Segura minha mão
 
A quarentena imposta em função da pandemia fez com que mais pessoas sofram com a solidão. Entre estas estão os que já viviam longe de familiares, os idosos que se distanciaram de filhos e netos, e até mesmo os que se viram obrigados a ‘quarentenar’ com familiares. Afinal, é possível sentir solidão, mesmo estando em companhia de outros. 
 
Há quem diga que a solidão é uma das piores crises entre as geradas pela pandemia. Em alguns casos, pode gerar depressão. Em meio a isto, a igreja pode e deve assumir um papel importante. Uma das figuras para descrever a igreja é “família”. As lideranças estão se esforçando para que os membros das diferentes comunidades de fé não sofram com a solidão. Algumas igrejas têm sido solidárias com pessoas fora do seu círculo.
 
Participe da live Solidão, isolamento social e a igreja, a décima segunda da série “Diálogos de Esperança”. Vamos conversar sobre como não deixar que o distanciamento físico se traduza em solidão, sobre os recursos disponíveis para enfrentar este período, sobre como apoiar os que se sentem sós e sobre o papel da igreja.
 
Saiba mais
Diálogos de Esperança – a igreja e a (pós-) pandemia
Nona live da série: Solidão, isolamento social e a igreja
Data: 1º de setembro
Horário: 16 horas
No canal da Ultimato no YouTube
Iniciativa: Editora Ultimato, Aliança Cristã Evangélica, Tearfund e Visão Mundial 
 
Convidados
  • Esther Carrenho – Psicóloga Clínica: adultos e família. Teóloga. Facilitadora de Grupos de Crescimento; Psicoterapeuta de Grupos de Casais. Casada, mãe e avó. Palestrante e autora do livro: Caminhos de Vida e outros. Membro da APEL- Academia Paulista Evangélica de Letras. Membro da Comunidade de Jesus, Campo Belo.

Participação artística
  • Alann Marino – Cantor e compositor. Gravou seu primeiro CD intitulado “Não vou andar sozinho” (2009) sob a produção de João Alexandre. Em 2018 lançou um EP Quasar (parceria com Gladir Cabral). Formado pela ULM, Alann já se apresentou por todo Brasil e hoje faz parte do Trio Tris juntamente com Tiago Vianna e Nando Padoan.

A série de lives é uma parceria da TearfundVisão Mundial, Aliança Evangélica e Ultimato, e acontece sempre às terças-feiras, às 16h, pelo canal da Ultimato no YouTube de forma interativa. A audiência tem a chance de interagir com os convidados enviando perguntas por meio do chat e, a cada edição, a Editora Ultimato sorteia dois participantes do chat com um livro relacionado ao tema discutido. Para assistir todas as lives e participar, acesse aqui. Ou clique aqui para assistir às demais lives da série “Diálogos de Esperança”.
 
 
É diretora administrativa da Editora Ultimato.
  • Textos publicados: 24 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.