Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Covid-19 - Arte para não esquecer

Por Ultimatoonline

[Post atualizado pela última vez em 14/09/2020]

Em recente artigo no jornal Folha de São Paulo, o articulista faz uma boa pergunta sobre a arte relacionada à pandemia da Covid-19: “Por que alguém iria querer prolongar mais ainda um martírio que já dura meses consumindo arte sobre a pandemia, depois que o pior passar?”. 
 
É uma boa pergunta, mas também muito dura. Por que e para que lembrar de experiência tão devastadora? E o que a arte tem a ver com isso?
 
Uma parte da resposta pode ser: e a arte permite a inscrição do testemunho histórico e se essas inscrições são buscadas pela humanidade para refletir sobre si mesma, a arte produzida na pandemia e depois dela prestará um grande serviço à história, mesmo se tratando de uma experiência em extremo dolorosa. E, se a arte favorece o encontro com a realidade e dá sentido ao espaço que as palavras e discursos não conseguem preencher, o artista e o observador têm chance de, com auxílio dela, articular o que não é possível entender muito bem. 
 
Para nos ajudar a não esquecer, a edição de julho/agosto de UltimatoA Igreja e a (pós-) pandemia – convidou artistas para compartilharem obras que remetem à pandemia, às quais chamamos MARCOS MEMORIAIS. À semelhança dos marcos memoriais citados na história do Povo de Israel – um monumento que se constrói, a composição de uma nova canção ou de um poema, paramentos, um novo nome para a mesma pessoa, uma nova forma de designar um lugar, a instituição de festas e de alimentos específicos para ocasiões específicas – com estas obras Ultimato quer afirmar que é preciso, sim, lembrar da pandemia e de seus desdobramentos.

Os poemas, fotografias, esculturas, pinturas, ilustrações dos artistas convidados e que comporão a série Covid-19 – Arte para não esquecer poderão ser vistos em nossa revista semanal – o Últimas –, em publicações no Instagram e no blog da Ultimato. Acompanhe!

Conteúdos publicados em Ultimatoonline sobre Covid-19 e arte:

O velho normal
Em meio a tanta aflição, reflexos de um velho conhecido sobressaem em meio ao caos – a desigualdade social, apresentando-se agora de forma ainda mais escancarada e constrangedora.

Sobre viver (Sobreviver)
Enquanto não entendermos que nosso papel enquanto seres humanos é sermos mordomos, cuidadores da Terra e uns dos outros, estamos fadados a uma vida miserável.

Em quem colocar a esperança?
“Esteja sobre nós o teu amor, Senhor, como está em ti a nossa esperança”.

“Meu bom Amigo” – um hino para reencontrar-se com o perdão de Jesus no confinamento
Nestes tempos, diversos irmãos e irmãs compartilharam como a canção trouxe-lhes esperança e consolo.

Cristo ao nosso lado e nós ao lado uns dos outros
Ao relatar o que houve, as pinturas criaram outras situações, novos mundos começam a nascer, elas não existiam antes, agora estão aqui.

Tempestade, fique quieta!
Conseguir a expressão certa com a pintura parecia limitante... [...]
Foi quando veio a ideia de gravar em vídeo todo o processo.

Ensaio para tempos inertes
O tempo da vida é outro, mais orgânico e mais comunal, estabelecido na troca que se constrói com afeto e disposição e isso leva tempo.

Na minha rua
Que novas caras virão das
Máscaras da minha rua?
Que outras máscaras
Nos trarão novos olhares?

O artista que aprecia que a tinta fuja de seu controle
"[...] quando erramos, não podemos jogar nosso passado fora.
Temos que lidar com tudo isso e aceitar que faz parte da nossa obra”.

Só o Senhor alegra um coração carrancudo.
Só o Senhor pode nos desviar da morte eterna.

O olhar criativo da juventude
“Tenho refletido sobre as novas maneiras que a igreja tem encontrado para seguir em frente, em como essa maneira de ser igreja é nova e quebra os paradigmas que temos."

A Graça de Deus nos basta em dias calmos ou sombrios 
“Estamos debaixo das misericórdias do Senhor, como também da sua infinita graça.
E é assim que devemos seguir."

Habitantes de Deus
"Jesus venceu o mundo para Ele?! Não! Eternamente não!
Jesus venceu o mundo para nós!"


Esperança e fragilidade
A primeira foto mostra o brilho no olhar, da alegria de um cancioneiro do grupo de risco.
A segunda foto mostra um olhar de fragilidade humana perante a solidão.

É o veio da madeira
sendo rasgado, de novo

Como cantaremos os louvores do Senhor
em terra estranha?

Lições da pandemia
Lembre que em meio ao horror,
Também vê-se o bem brotando.

Gosto desse ponto da varanda e às vezes fico ali, olhando pra essa cruz. Ela me lembra que, apesar de tudo, Ele continua no mesmo lugar.
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1176 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.