Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Opinião

Como se forma um crítico de arte?

Já contamos com duas obras de Hans Rookmaaker disponíveis em português lançadas pela Editora Ultimato. A primeira delas é a obra na qual Rookmaaker trabalhava quando faleceu em 1973, A Arte Não Precisa de Justificativa; foi publicada entre nós em 2010 e trata da vocação daqueles que pensam e atuam em artes, sobre o lugar da arte na cultura humana e de como o mundo atual se relaciona com ela. A segunda é a A Arte Moderna e a Morte de Uma Cultura e foi recém-disponibilizada aos leitores. Trata do modo como a arte moderna chegou à cena cultural na virada do século 20, ganhando espaço continuamente e colocando um ponto de interrogação em todos os valores e princípios sobre os quais as correntes artísticas e a própria cultura ocidental até então se apoiavam.

Rookmaaker foi um pensador cristão e um intelectual das artes plásticas, especialmente da pintura. Procurou entender os movimentos culturais, investigando-lhes às raízes e relacionando-os com a história do Ocidente, desvendando seus significados e deixando-nos, enfim, em seus textos, uma compreensão cristã das artes. É um autor indispensável para todo cristão que deseja conhecer algo sobre as artes.

Laura Gasque, em seu Rookmaaker - Arte e Mente Cristã, nos apresenta um relato biográfico de Hookmaaker. Foi publicado na Inglaterra em 2010 e, por aqui, em 2012 pela Editora Ultimato. Um livro para aqueles que desejam conhecer a vida de Rookmaaker desde a infância e a juventude, as origens do seu pensamento, as influências que recebeu, o seu relacionamento familiar, sua conversão, carreira, amizades, interesses e seu legado. Ela nos traz um relato gentil e sensível, influenciada certamente pela amizade que havia entre sua família e a família de Rookmaaker. Descortina muitos aspectos da personalidade e da vida do estudioso como jovem, estudante, prisioneiro de guerra, esposo, pai, professor e mentor.

O interessante na biografia de um pensador é a apresentação que nos é oferecida sobre os fatos e os lugares que contribuíram para moldar o seu pensamento e lhe deram sustentação histórica. As ideias possuem nascedouros. A minha leitura dessa biografia começou com uma indagação (quase inconsciente) sobre o modo como se forma um crítico de arte, um pensador do campo das artes, que se aventura a falar da mensagem da arte não sendo ele próprio um artista, imergindo nas correntes artísticas e relacionando-as entre si e mantendo uma distância crítica e uma fidelidade às suas convicções advindas da herança cristã reformada. Ler esta biografia é uma oportunidade para se surpreender nesses aspectos.

• Délio Porto Fassoni é professor de engenharia na Universidade Federal de Viçosa (MG).


Leia também
A beleza salvará o mundo

Como escrever uma boa biografia cristã
Fé cristã e cultura contemporânea


QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Opinião

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.