Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Opinião

A mulher por trás de John Stott


ESPECIAL

Por Julia Cameron

Frances Whitehead pode ser descrita como “a mulher que o John Stott não podia viver sem”. A relação dos dois era única; em termos humanos, era a chave para a extensão do ministério frutífero de Stott. Mark Labberton, presidente do seminário Fuller, os descreve como “rápidos, exigentes e determinados”. Eles foram modestos em suas necessidades, trabalhando em um time de três pessoas, que incluía um aluno assistente de John Stott -- função a qual Mark Labberton prestou por um ano. O escritório de Frances em Londres ficava em frente a uma parede de tijolos, e o aluno assistente trabalhava em uma mesa no canto do quarto de John Stott. O “tio John” trabalhava em sua pequena sala de estar. Quando Stott estava ocupado com uma obra importante, todos eles iam para Hookses, em West Wales, uma remota fazenda que, em 1997, tinha, eventualmente, eletricidade.

Como um trabalho tão eficiente poderia surgir de um time de três pessoas? No nível humano, a melhor resposta seria: Frances.

LEIA ESTE ARTIGO COMPLETO NO BLOG DE JOHN STOTT


Leia também
Cartas entre Freud e Pfister
Deixem que Elas Mesmas Falem
É Preciso Saber Envelhecer




QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Opinião

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.