Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

8 pessoas detém patrimônio igual ao de 50% dos mais pobre do mundo

A fortuna das oito pessoas mais ricas do mundo equivale ao que possuem a metade da população mundial mais pobre. A afirmação é baseada no novo relatório divulgado pela Oxfam, uma organização internacional que busca eliminar as causas da pobreza e da desigualdade no mundo.

A diretora executiva da Oxfam no Brasil, Katia Maia, diz que “O relatório detalha como os grandes negócios e os indivíduos que mais detêm a riqueza mundial estão se alimentando da crise econômica, pagando menos impostos, reduzindo salários e usando seu poder para influenciar a política em seus países”.

Em 2016, a fortuna total dos bilionários era de US$ 6,48 trilhões. Já a pesquisa realizada pela organização constatou que o patrimônio líquido total de 50% da população mais pobre do mundo, ou seja, 3,6 bilhões de pessoas, equivale a US$ 409 bilhões. E essa quantia é igual à fortuna dos oito maiores bilionários do mundo.



De acordo com dados baseados em informações da revista de negócios Forbes e em um relatório do banco Credit Suisse sobre distribuição da riqueza global desde o ano 2000, 1 em cada 10 pessoas no mundo sobrevive com menos de 2 dólares por dia. Em contraste, a Oxfam prevê que o primeiro trilhardário do mundo apareça em apenas 25 anos. “Sozinho, esse indivíduo deterá uma fortuna tão alta que, se ele quisesse gastá-la, seria necessário consumir US$ 1 milhão todos os dias, por 2.738 anos, para acabar com tamanha quantia em dinheiro”, afirma a Ong.

Os dados foram divulgados às vésperas do Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, onde os maiores líderes empresariais e políticos se reúnem com intelectuais de várias áreas para discutir as questões mais urgentes enfrentadas mundialmente. Observadores assinalaram que o sucesso do populismo nacionalista ao redor do mundo poderia estar ligado ao crescimento da desigualdade.

Em matéria divulgada pela BBC Brasil, especialistas criticam os resultados da Oxfam. Ben Southwood, chefe de pesquisa do Adam Smith Institute, disse que não é o poder aquisitivo dos ricos que importa, mas o bem-estar dos pobres, que estaria aumentando a cada ano. "Todo ano somos induzidos a erro pelas estatísticas de riqueza da Oxfam. Os dados são ok - vêm do (banco) Credit Suisse - mas a interpretação não é", afirmou.

****
Clique aqui e baixe o relatório “Uma economia humana para os 99%”, produzido pela Oxfam.
Com informações de Forbes Brasil e BBC Brasil.
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1130 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.