Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

A vida eterna é a estação final

"Todos estes morreram na fé, sem ter obtido as promessas; vendo-as, porém, de longe, e saudando-as, e confessando que eram estrangeiros e peregrinos sobre a terra. Porque os que falam desse modo manifestam estar procurando uma pátria. E, se, na verdade, se lembrassem daquela de onde saíram, teriam chance de voltar. Mas, agora, aspiram a uma pátria superior, isto é, celestial. Por isso, Deus não se envergonha deles, de ser chamado o seu Deus, porquanto lhes preparou uma cidade". (Hebreus, 11. 13 a 16).

Em sua condição normal e natural, como habitante das trevas o homem vive a indagar: "QUEM SOU?". "PORQUE ESTOU AQUI?". "PARA ONDE VOU?"

Por mais que procure, por mais que adquira conhecimento, a resposta e o sentimento interior são sempre os mesmos: "Não sei porquê, nem pra quê, muito menos por quem ou para quem faço."

Vivo uma guerra sem motivos, uma luta inglória, um sofrimento inútil. Sou uma árvore sem frutos, um pássaro sem ninho, um time sem torcida, uma torcida sem time. Meu futuro é incerto e vazio; o presente sem razão; e, ambos se apoiam nas recordações de um frustrado passado. Os três são passageiros de um trem vazio sem ninguém a espera na estação final.

No dia que esse homem conhece a Jesus, e é tocado pela graça de Deus liberada na ENCARNAÇÃO, CRUCIFICAÇÃO E RESSURREIÇÃO [ obra da cruz ], ele entende sua condição de peregrino nesta terra, e, que sua vida nela é uma longa viagem em direção a uma "estação final" situada na pátria celestial. O entendimento se torna mais claro quando se faz uma analogia dessa viagem, a uma viagem de trem, pois, a viagem de trem, além de ser a mais segura, é também a mais poética. Ao viajar de trem, vários tipos de paisagem se descortinam diante dos olhos; é mostrado, que assim como na vida terrena, se sobe, e se desce montanhas; caminha-se por verdes e por secos vales; pequenos e grandes rios são atravessados; há momentos de calor e momentos de frio. A cada lugar que o trem faz parada, embarcam e desembarcam pessoas, e ao se comparar cada intervalo entre esses locais de parada, como sendo um ano de vida terrena, irá se constatar que a cada "estação" situações diferentes são presenciadas, novidades são vivenciadas, novas pessoas são conhecidas, muitas outras deixam de serem vistas. A cada mudança de situação, a cada nova paisagem surgida, ou seja, a cada ano ou "estação", o ponto de partida fica cada vez mais distante e, a viagem chega mais perto do fim.

Durante a viagem, normalmente vivenciamos momentos alegres e tristes, porém há algo que nos proporciona uma alegria diferente e transformadora: "saber que na Estação Final há alguém especial à espera, podendo ser os pais, os irmãos, o noivo (a), o esposo (a), amigos, etc". Este saber produz em nosso coração uma alegria fulgurante, fazendo que até o feio se torne bonito. Os campos verdes são mais verdes, e os secos não mais secos, apenas passam por uma pequena escassez de chuva; o vento frio é para amenizar o calor, o sol quente para aquecer o vento frio. Não há monotonia e até o intermitente e estressante barulho das rodas sobre os trilhos é como o acorde de uma bela sinfonia".

O novo homem quando entende que sua "estação final" é na pátria celestial, e que nela, Jesus o Senhor e Salvador está a sua espera juntamente com o Pai, torna-se sabedor do "PORQUÊ", "PARA QUÊ", "PARA QUEM" e "POR QUEM"!

A guerra tem motivos, a luta é gloriosa, o sofrimento aperfeiçoador. As árvores dão frutos, os pássaros possuem ninhos, o time joga para uma torcida entusiasta; a torcida incentiva o time, e juntos comemoram títulos. E, assim como o apóstolo Paulo disse aos filipenses no capítulo três de sua epístola, o 'Novo' homem, também pode afirmar que o "passado" com suas intempéries para trás ficou e no "presente" pode prosseguir com firmeza, pois está ciente e consciente que no "futuro", na "estação final" o seu alvo, o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus estará a sua espera.

Que a cada dia, cada hora, cada minuto e cada segundo, todos saibam agradecer a Deus por proporcionar essa viagem, sem esquecer que "toda carne é como a erva e toda sua glória como a flor da erva. Seca-se a erva e cai sua flor. Somente a Palavra do Senhor permanece eternamente." (1Pedro 1.24)

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

"Se crermos nessa palavra que permanece eternamente jamais perderemos o trem".
Goiania - GO
Textos publicados: 25 [ver]
Site: http://cristaodebereia.blogspot.com
Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.