Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Opinião

Uma pedra no meio do caminho. E ela não pode ser movida

Por Cláudio Marra

Encontramos diversas pedras ao longo do caminho no texto bíblico.

A pedra de Jacó.
Há a que Jacó encontrou e usou primeiro como travesseiro, e depois da visão da escada erigiu em coluna, sobre cujo topo entornou azeite. Outra pedra no caminho do patriarca foi a que tapava a boca do poço de Labão. Jacó era um homem forte e, para impressionar a bonita Raquel, foi capaz de rolar sozinho a grande pedra – desafio para um grupo de pastores – e deu de beber ao rebanho conduzido por ela. Outra pedra virou coluna em um local onde Deus falou a Jacó. Em cântico no fim da vida o Senhor foi chamado por ele de “Pedra de Israel”.

Pedras que marcam.
Pedras caíram sobre o Egito no período das pragas. Somente não ocorreu o granizo na terra de Gosen, onde estavam os filhos de Israel. No Sinai, Moisés recebeu as duas tábuas do Testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus.
As marcas da pedra. No dia a dia, pedras de moinho eram usadas para ganhar a vida. Segundo a instrução divina, pedras toscas seriam usadas para edificar o altar do Senhor. Em seu cântico no fim de Deuteronômio, Moisés segue Jacó e chama o Senhor de Rocha. Aliás, quem é rochedo, senão o nosso Deus? Uma pedra ficou seguindo os israelitas no deserto. Era uma pedra espiritual. Pedras marcaram a passagem dos israelitas pelo Jordão e ficaram como uma coluna em Gilgal, no ponto da travessia, com o propósito de lembrar as próximas gerações dos atos poderosos de Deus em favor de seu povo. Um montão de pedras marcou a condenação de Acã e a derrota do rei de Ai.
A pedra de ajuda. Ao longo dos anos, em pedras, foram feitas cópias da lei de Moisés. Uma pedra foi levantada por Samuel como monumento ao auxílio do Senhor. Ebenézer significa “pedra de ajuda”.

A pedra de Davi.
Uma pedra que se tornou famosíssima estava no alforje de Davi, quando o mocinho ruivo ficou injuriado pela afronta do gigante ao Deus de Israel. Ela entrou para a história quando o pastorzinho a arremessou com a funda e a cravou na testa do blasfemo filisteu, jogando-o no chão, definitivamente morto.
Algumas pedras marcaram a indignidade e impiedade: Simei não se cansava de lançar pedras em Davi, quando o rei fugia de Absalão, que, afinal, foi quem ficou sepultado sob um montão de pedras. Outras pedras se relacionaram com piedade: Elias edificou ao Senhor um altar de doze pedras, sobre o qual caiu fogo do céu na disputa com os profetas de Baal. No templo, as pedras preciosas comunicavam o valor precioso da santidade divina. Urim e Tumim eram pedras que ficavam na placa usada no peito de Arão.

A pedra que não pode ser movida.
O Senhor é Rocha ou rochedo, sob o qual podemos nos abrigar, uma pedra que não pode ser movida. A pedra principal pedra, angular, que os construtores rejeitaram, é mencionada já no livro dos Salmos. O Senhor dos Exércitos será pedra de tropeço e rocha de ofensa aos descrentes. Muitos tropeçarão e cairão, serão quebrantados e presos. Uma pedra importantíssima é mencionada, colocada em Sião, já provada, pedra preciosa, angular, solidamente assentada; aquele que crer não foge. Segundo Daniel, pedra cortada sem auxílio de mãos que esmaga os reinos é um prenúncio de Cristo, a montanha que encheu toda a terra. É anunciado por Zacarias que de Judá sairá a pedra angular. Pedro pedregulho foi chamado por Jesus de pedra de tropeço e sua anterior confissão de fé ganhou o status de pedra fundamental. Depois de longamente anunciada, chegou a pedra que os construtores rejeitaram, a principal pedra, angular. Uma pedra enorme foi colocada à porta do túmulo de Jesus. Tão grande quanto inútil.

Essas e outras pedras são mencionadas na Escritura. Mas uma se destaca. A que não pode ser descartada, a que nos segue, como seguiu os israelitas.
A pedra era Cristo. 

>> Conheça o livro Não Perca Jesus de Vista, de Elben César.

Leia mais
» A pedra que vive
» O Evangelho é Jesus
Casado com Sandra, é jornalista, pastor presbiteriano e editor da Cultura Cristã.
  • Textos publicados: 23 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Opinião

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.