Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

"Por que a oração é o recurso mais importante para a igreja na pós-pandemia?" na série Diálogos de Esperança (live)

Por Ultimatoonline

Muitas igrejas têm recorrido à oração nestes tempos de pandemia. Grupos de pessoas e lideranças de igrejas têm orado ‘juntos’, a distância. Organizações, como a Sociedade Bíblica do Brasil, a Associação de Missões Transculturais do Brasil, o movimento Vocare e – a nível global – as Sociedades Bíblicas Unidas, as Alianças Evangélicas e Concílios de Igrejas igualmente têm promovido a oração entre seus membros. Os conteúdos das orações vão desde os motivos costumeiros (e importantes) até assuntos relacionados à temas globais.

A próxima live de “Diálogos de Esperança – a Igreja Evangélica em tempos de (pós) pandemia” receberá o pastor Jonathan Ferreira e a pastora Simeia Meldrum para um bate-papo sobre a oração. Ambos têm larga experiência nesta prática devocional. A conversa será guiada pela pergunta: “Por que a oração é o recurso mais importante para a igreja na pós-pandemia?”. Nestes dias de tantos desafios e oportunidades para a igreja de Cristo, nada é mais importante do que se voltar à mais básica das disciplinas espirituais na expectativa de ouvir o que tem a dizer o Senhor da Igreja.

A oração neste período de pandemia e pós-pandemia ajuda a enfrentar a ansiedade. Referindo-se ao texto de Paulo aos crentes em Filipos – “Não andem ansiosos por coisa alguma... mas apresentem seus pedidos a Deus, em oração e súplica” – o pastor Bertil Ekström comenta: “Não há dúvidas de que a ansiedade se faz presente em nossos dias de crise. Não sabemos quando a pandemia vai terminar e muito menos como será o futuro pós-pandêmico. A incerteza e a insegurança nos fazem ansiosos, mas temos um caminho possível e uma forma de lidar com isso. Em meus mais de 40 anos de ministério, não me lembro de ter visto tantos se unirem em oração. E que privilégio nós temos de ter um Deus que se importa conosco e nos escuta quando oramos!”.

Em artigo na edição de julho/agosto da revista Ultimato, o pastor Ricardo Barbosa afirma: “[as igrejas e seus líderes não podem negligenciar a] opção dos apóstolos de se consagrarem à oração e ao ministério da Palavra. Esta opção foi fundamental para o futuro da igreja primitiva. João Crisóstomo (345-407) descreveu assim o lugar da oração na vida da igreja: ‘O poder da oração subjugou a força do fogo; reprimiu a fúria do leão, trouxe descanso à anarquia, extinguiu guerras, apaziguou os elementos da natureza, expulsou demônios, rompeu as cadeias da morte, abriu os portões do céu, curou enfermidades, repeliu fraudes, resgatou cidades da destruição, parou o curso do sol e deteve o avanço da tempestade. A oração é uma armadura eficiente, um tesouro que nunca diminui, uma mina que nunca se exaure, um céu que não fica coberto por nuvens, um céu sem tempestade. É a raiz, a fonte, a mãe de milhares de bênçãos.’ O ministério da palavra, ao lado da oração, nos coloca sempre do lado de Nosso Deus e Pai e do seu Reino em quaisquer circunstâncias”.

O pastor Valdir Steuernagel, moderador da live, convida: “Nestes dias com tantas perguntas, a oração encontra em Deus um ouvido. Um acolhimento. Uma presença para além da nossa sufocante realidade. Este será o tema desta nossa próxima conversa. Uma conversa para a qual convidamos você. Venha orar conosco”.

Saiba mais
Diálogos de Esperança – a igreja e a (pós-) pandemia
Quinta live da série: “Por que a oração é o recurso mais importante para a igreja na pós-pandemia?”
Data: 14 de julho
Horário: 16 horas
No canal da Editora Ultimato no YouTube
Iniciativa: Editora Ultimato, Aliança Cristã Evangélica, Tearfund e Visão Mundial

Mais informações sobre os participantes:

  • Siméa Meldrum, pastora na Igreja Anglicana e coordenadora nacional do Mulheres de Visão. Atua em Olinda, PE, desde outubro de 1993 quando descobriu em torno de 50 famílias vivendo no lixão da grande Recife. De lá para cá ela estabeleceu uma paróquia da Igreja Anglicana em Aguazinha (município no qual o lixão estava localizado) e desenvolveu um trabalho nas proximidades do lixão. Em 2008 eu recebi dela um e-mail pedindo orações urgentes por um grupo de crianças da comunidade que estavam marcadas para morrer. Um deles já tinha sido executado na porta da igreja. A aflição foi muito grande e ela fez o possível e o impossível para retirar as crianças para um lugar seguro longe dali. O que me impressiona na pastora Simea é sua sensibilidade espiritual para entender que do ponto de vista de Deus, aquele lugar cheio de lixo, era na verdade “uma terra santa!”.
  • Pastor Jonathan Ferreira dos Santos, fundador do Vale da Bênção, presidente da Associação Evangelística Visitação de Deus, presidente do Movimento Nacional de Evangelização do Sertão.Nordestino.
  • Artista convidada – Gabi Carvalho, pernambucana, formada em letras, professora de literatura brasileira, escritora, cantora e compositora. Membro e ministra de louvor da Igreja Rio em Recife.
 
Atualização:
Confira a seguir a quinta live da série "Diálogos de Esperança".
 
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1175 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.