Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Fé em Cristo ou fé na tecnologia?

Cada vez mais rapidamente são inventadas novas maneiras de resolver problemas. A vida fica mais fácil de ser administrada. Fica então a ideia de que a tecnologia é que sempre tem todas as respostas. Como isso afeta nossa cultura, e mais especificamente, a fé cristã? Como o messianismo tecnológico influencia nosso estilo de vida e nossa esperança no futuro? Como fazer teologia e ciência neste contexto?

Em Fé, Esperança e Tecnologia – Ciência e Fé em uma Cultura Tecnológica, o engenheiro, filósofo e estudioso de ética cultural, Egbert Schuurman, levanta questões fundamentais sobre fé e ciência num ambiente altamente tecnológico:

“Este livro trata da fé e da ciência numa cultura tecnológica. Creio que a relação entre a fé e a ciência é muitas vezes abordada de forma demasiado abstrata – e isolada de nossa cultura – e que, do mesmo modo, discute-se muitas vezes a cultura isolando-a das outras duas. Não seria mais adequado enxergar a relação entre a fé e a ciência primeiramente à luz dos motivos ou forças que estimulam o desenvolvimento da cultura? Neste estudo, explicarei o porquê disso”.

No prefácio do livro, o engenheiro F. J. Reinders ilustra alguns efeitos da cultura tecnicista em que vivemos:

“Atualmente, os estudantes se encontram tão entorpecidos com o viciante e empolgante mundo da tecnologia da informação que raramente param para refletir acerca das experiências aparentemente contraditórias da fé e da ciência, o que também inclui as ciências técnicas. Mesmo antes de ingressar no mercado de trabalho, seu foco situa-se em metas de carreira e em “se dar bem”. Criados para otimizar suas possibilidades numa sociedade competitiva, eles não se dão ao trabalho de pensar em coisas como o sentido da vida, ou as raízes da civilização. O estilo de vida de seus pais lhes ensinou que o dinheiro e as comodidades oferecidas pela tecnologia lhes trarão uma vida boa e satisfatória. Os estudantes de hoje não se dão conta das lutas associadas aos problemas do pecado e do mal. Nossas universidades não lhes ensinam nada acerca da natureza caída do ser humano”.

Fé, Esperança e Tecnologia – Ciência e Fé em uma Cultura Tecnológica faz parte da série Ciência e Fé Cristã que Ultimato lançou neste mês, em parceria com a Associação Brasileira de Cristãos na Ciência. O plano é publicar doze livros nos próximos dois anos. Os primeiros três títulos são A Ciência de Deus – Uma Introdução à Teologia Científica, de Alister McGrath, Verdadeiros Cientistas, Verdadeira Fé, com Francis Collins, Alister MrGrath, John Houghton, entre outros, e Fé, Esperança e Tecnologia – Ciência e Fé em uma Cultura Tecnológica, de Egbert Schuurman.

--
Ficha técnica
Título
: Fé, Esperança e Tecnologia – Ciência e Fé em uma Cultura Tecnológica
Autor: Egbert Schuurman
Páginas: 272
Formato: 14x21
Preço: R$ 51,90

--

Sobre o autor

- Egbert Schuurman estudou engenharia civil na Universidade Técnica de Dekft e filosofia na Universidade Livre de Amsterdam. Em 1994, recebeu o título honorário de doutor pela Universidade de Potchefstroom na África do Sul. Em 1995, em Berkeley, na Califórnia, recebeu o Prêmio da Templeton para educador em religião, ciência e tecnologia. É o presidente, desde 1995, do Instituto de Ética Cultural.

--

O livro em frases

A perspectiva dominante técnico-científica deve dar lugar a uma perspectiva da Terra como um jardim a ser trabalhado ou cultivado para que possa florescer.
**

Se o céu é um vazio, os seres humanos colocarão sua esperança na ciência e na tecnologia.
**

Na modernidade, as pessoas não só se cercaram de tecnologia; elas também agem pautadas por uma mentalidade tecnológica.
**

A tecnologia é um poder ao qual as pessoas se subordinaram, e por meio desse poder a natureza é explorada e a cultura fragmentada.
**

A tecnologia é importante, mas quando tudo é marcado pela tecnologia, ela se torna uma maldição para a vida e para a sociedade.
**

Uma tecnologia supervalorizada resulta num afastamento das pessoas e na desintegração social.
**

O homem se torna prisioneiro de sua própria tecnologia.

Leia também
Silenciar a compulsão pela tecnologia
A midiotização da família 
Surpreendido pela Esperança 

Imagem: Arjun Kartha/Freeimages.com

Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1133 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.