Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Opinião

Esperar em Deus também é caminhar

Por Leonardo Souza

Se tem algo que é chato, às vezes, é ouvir sobre o tempo de Deus. Geralmente, estamos vivendo uma tristeza por alguma situação não ter acontecido, e alguém fala: “é porque ainda não chegou o tempo de Deus na sua vida”. A pessoa fala na melhor das intenções, mas parece que ela está, na verdade, fugindo do assunto e se mostrando incapaz de dar uma resposta inteligível. 

Quando começa a querer explicar, então, a diferença entre "cronos" e "kairós", nossa... Já queremos mais umas horas no dia e aí descobrimos que existe um tempo não sequencial, a existência pura e simples que Deus habita – na qual, logicamente, nós não vivemos. Assim, seguimos com o sentimento de uma vida sem sentido.
 
O livro de Eclesiastes apresenta algumas dicas para nos acharmos em meio às crises quanto ao tempo ou, melhor dizendo, quanto à não realização das coisas em nossas vidas. A primeira delas é olhar para o alto, expressão que significa olhar para Deus. Não é necessário ser filósofo para saber que o tempo e as estações são uma parte normal da vida. Repetidas vezes, Salomão afirma que Deus trabalha para satisfazer a sua própria vontade no tempo apropriado. 
 
Além do olhar para Deus, olhar para dentro também é importante. Não sabíamos, mas há em nós um desejo pela eternidade e isso, em partes, explica nossa insatisfação e incapacidade de desvendar os enigmas da vida. Queremos explicar tudo que acontece aqui e agora, mas só conseguimos mesmo é gozar a vida – viver para Deus e seus propósitos, o que pode torna-la significativa.
 
Em uma leitura, conheci a história de William Sangster, que tinha uma atrofia muscular progressiva e sem cura. Ele adotou algumas posturas para a sua vida: não iria se queixar, manteria um lar alegre, contaria as suas bênçãos e tentaria transformar esse mal em benefícios para a sua vida. Seguiu assim até o fim do seu tempo.
 
Às vezes, acho que não temos mais fé em Deus, mas, sim, fé na fé. Acabamos olhando para a vida e seus ciclos como uma prisão e não como um padrão do desenrolar dos fatos. Não podemos explicar a vida, mas experimentá-la. As explicações dos acontecimentos nos ajudam, mas a fé em Deus nos permite aprender a viver com os aparentes absurdos e incoerências, nos conferindo esperança através das promessas bíblicas de companhia eterna de Jesus e seu amor.
 
• Leonardo Souza é pastor da juventude da Primeira Igreja Batista do Retiro, Volta Redonda/RJ.

>> Conheça o livro A Espiritualidade na Prática, de Paul Stevens

Leia mais
» Como lidar com a espera

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Opinião

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.