Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

Após soltura, cristã sudanesa e marido são presos no aeroporto

Após sua soltura da prisão de Omdurman, Meriam Ibrahim, se marido e dois filhos foram presos no aeroporto de Cartum. Segundo a BBC, cerca de 40 agentes detiveram a família quando tentavam deixar o Sudão. Nesta segunda-feira, o marido Daniel Wani afirmou que pretendia ir para os EUA, onde é cidadão naturalizado.

A sudanesa Meriam Ibrahim foi libertada pela Corte de Cartum ontem (23), segundo informações de seus advogados.

A agência de notícias oficial sudanesa Suna divulgou anteriormente que “a corte de apelação ordenou a libertação de Ibrahim e o cancelamento da decisão judicial anterior”.

Meriam, que deu à luz na prisão após ser condenada por negar o islã, foi sentenciada a 100 chibatadas por adultério. Pela interpretação da Lei Sharia, que é aplicada no país africano, ela teria incorrido em adultério e apostasia por ter se casado com um homem naturalizado norte-americano e cristão. Apesar de ter sido criada como cristã, as autoridades do Sudão consideram Meriam uma muçulmana por causa da religião praticada por seu pai, que deixou a família quando ela ainda era criança.

A jovem foi presa quando estava grávida de oito meses. Deu à luz a uma menina no chão de sua cela, presa em algemas. Seu marido, Daniel Wani, que pode fazer breves visitas à família no cárcere, afirmou que sua esposa e filhos estavam sendo mantidos em condições desumanas na prisão feminina de Omdurman.

Segurança
De acordo com as informações de Mustafá, já havia uma forte preocupação com a segurança da família, que já havia sofrido ameaças.

Nas últimas duas semanas, os juízes apreciaram os recursos contra as condenações de Meriam. Seus advogados argumentaram que o caso foi baseado em alegações frágeis, contraditórias e inconsistentes, e que também violavam a Constituição provisória do Sudão.

Mustafá e outros quatro advogados especializados em direitos humanos se encarregaram da defesa da jovem de forma gratuita. Vários líderes políticos e religiosos europeus pediram que se revogasse a ‘sentença desumana’ pronunciada contra ela.


Com informações do Gospel Voice. Texto: Jussara Teixeira.

Legenda: Foto de casamento de Meriam com Daniel/Arquivo familiar
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1192 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.