Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

A turma de Jesus, a teologia liberal e a igreja indígena

A edição de maio-junho da revista Ultimato, que começa a circular na próxima segunda-feira, mostra na sua primeira página um retrato nada atraente do meio e das relações com as quais muitos de nós convivemos diariamente. Uma doutora em genética pela Universidade de Harvard, 44 anos, porque não foi promovida a professora titular da Universidade do Alabama, abre a bolsa, pega uma arma e atira em seis de seus colegas. Três estão mortos. E não foi no morro ou nas esquinas de venda de “crack”. Tudo aconteceu durante uma reunião de professores de biologia daquela universidade. Ultimato lembra como e por quê tudo começou com Caim.

A matéria de capa, mais uma vez, tem como foco a pessoa, ou melhor, a “turma” de Jesus. É no mínimo curioso que Jesus sempre esteve “cercado” por pessoas. Das de fino trato às menos recomendáveis. Claro, Jesus nunca foi unanimidade e Ultimato apresenta uma série de artigos sobre aqueles que o acompanharam de perto: os porta-vozes, os familiares, os agradecidos, os protetores, os continuadores, entre outros. Também sobre Jesus Cristo, Ricardo Quadros Gouvêa lamenta o fato de que o estamos trocando por fórmulas teológicas, por fórmulas eclesiásticas e por fórmulas mágicas. Para ele, a questão não é exatamente o fanatismo, a religiosidade ou a devoção extravagante dos evangélicos. É um pouco pior, afinal, “a devoção pode ser amor próprio disfarçado, a religiosidade pode ser um culto ao próprio ventre e o fanatismo pode ser mera idolatria”.

Ultimato também entrevista o missiólogo Ronaldo Lidório, a propósito do relatório “Etnias Indígenas Brasileiras 2010” e levanta o quadro atual da igreja evangélica indígena e os desafios missionários para a igreja brasileira. Das seções que os leitores estão acostumados a ler, Alderi Souza de Matos (História), em seu “Flertando com o adversário: os evangélicos e a teologia liberal”, alerta: “No desejo de ser relevante, a igreja corre o risco de fazer concessões excessivas à sociedade e à cultura, comprometendo a integridade do evangelho da graça”.

Há muito mais. Se você é assinante, a sua revista está a caminho. Boa leitura!


Siga-nos no Twitter!

Para assinar, clique aqui.
É diretor editorial da Ultimato.
  • Textos publicados: 184 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.