Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

A cúria romana odeia os concílios e tem medo de ser reformada

A frase do título está numa carta de Lutero ao papa Leão X, escrita em 1520. Tanto os reformados quanto os romanos sabiam que a igreja precisava mesmo de uma reforma. No entanto, pouco mais de cem anos depois, o papa Inocêncio XI foi ligeiramente pretensioso: “A cartuxa (ordem religiosa fundada no século XI) não precisa de reforma, porque nunca se deforma”.

A reforma de uma igreja oferece a oportunidade ímpar para se rever algum desvio não só de comportamento, mas também de ordem dogmática. Para Lutero, “a igreja reformada está sempre se reformando”.

Clique aqui para ler a Prateleira “Reforma para quem precisa de Reforma” publicada há um ano.

Elben César e Marcos Bontempo www.ultimato.com.br/blog


Leia o que Ultimato publicou sobre o assunto
A vitória da graça, ed. 262

Leia o livro
Conversas com Lutero, Elben César

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.