Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

“Racismo e igreja evangélica no Brasil” na série Diálogos de Esperança (live)

Por Ultimatoonline

Para o nosso colunista, pastor Valdir Steuernagel, moderador da série de lives Diálogos de Esperança, a crise provocada pela Covid-19 veio com pressa. Todos somos afetados e, perplexos, procuramos perceber o que está acontecendo conosco e com o nosso entorno. A crise se espalha, gerando dor e luto profundos. Uma crise como esta não vem sozinha. Por um lado, ela provoca sentimentos e atitudes de solidariedade e, por outro, desperta e amplifica as nossas mazelas, desequilíbrios e dores. Realidades que negamos, mas que nem por isso deixam de ser verdade.  Esta crise trouxe à tona, por exemplo, o fato de que somos uma sociedade injusta e com enormes desigualdades econômicas, sociais e culturais. Trouxe à tona as nossas discriminações, com destaque para as raciais. E o racismo continua sendo uma cruel realidade entre nós, da qual a igreja não pode se eximir. Ao mesmo tempo, muitas vezes, a Igreja se constitui num espaço de verdadeiro encontro. A igreja precisa falar sobre racismo.
 
Em todo o mundo organizações cristãs estão se mobilizando em oração e ação em torno deste tema. É o caso do Movimento Lausanne, que lançou em seu site a página “Recursos para justiça e reconciliação racial”. Entre os recursos está uma declaração do Grupo de Trabalho de Teologia com subsídios teológicos e pastorais.
 
Thomas Bucher, Secretário Geral da EEA (Aliança Evangélica Europeia) assina o editorial Black Lives Matter, da newsletter de julho com um enfático chamado: “Como evangélicos, temos esperança para o futuro? Nossa esperança é grande o suficiente para fazer sacrifícios? Nossas igrejas serão verdadeiramente integradoras? Igrejas que estão sendo colocadas à prova como o que Yemi Adedeji quer dizer quando afirma: ‘Abraçar a diversidade é como convidar pessoas para a festa; inclusão é convidá-las para dançar, mas integração significa que organizamos a festa juntos’”.
 
Miqueias, rede internacional de igrejas e organizações, propõe na edição mais recente de sua carta mensal uma oração: “Deus (...), agradecemos a luz que brilha sobre o racismo e a injustiça. Agradecemos que tenhas criado todas as pessoas iguais aos teus olhos e lamentamos que essa não seja a realidade em todo o mundo quebrado de hoje. Oramos para que os líderes cristãos ouçam, se levantem e falem neste momento (...) Oramos por autêntico arrependimento, reconciliação e restituição, ó Deus. Confiamos em ti para um mundo onde toda a humanidade é honrada”. 
 
 
Desde o dia 16 de julho, a Editora Ultimato, em parceria com a Aliança Cristã Evangélica Brasileira, Tearfund e Visão Mundial, está promovendo uma série de lives com o tema geral "Diálogos de Esperança - A igreja e (pós-) pandemia".
 
A quarta conversa será sobre “Racismo e igreja evangélica no Brasil - qual é a minha experiência?”. Os convidados são: Regina Célia e Welinton Silva. Laine Borges terá participação musical. Esta conversa não será a única sobre o tema do racismo.

Saiba mais
Diálogos de Esperança – a igreja e a (pós-) pandemia
Quarta live da série: Racismo e igreja evangélica no Brasil - qual é a minha experiência?
Data: 7 de julho
Horário: 16 horas
No canal da Editora Ultimato no YouTube
Iniciativa: Editora Ultimato, Aliança Cristã Evangélica, Tearfund e Visão Mundial
 
Mais informações sobre os participantes:
 
  • Regina Célia, sócia-fundadora e diretora pedagógica do Instituto Maria da Penha. Filósofa, mestra em ciência política pela Universidade Federal de Pernambuco, atualmente cursa o doutorado em direito, justiça e cidadania para o século 21 na Universidade de Coimbra em Portugal. Professora universitária há 24 anos, membro da Academia Brasileira de Ciências Criminais (ABCCrim).
  • Welinton Silva, pastor metodista, bacharel em teologia, mestre em direitos humanos e cidadania pela UNB. Diretor de Advocacy da Visão Mundial. Coordenador nacional de direitos humanos da pastoral da Igreja Metodista.
  • Artista convidada - Laiane Borges, graduanda em música popular brasileira pela Universidade Federal da Bahia e tem um EP autoral chamado Lâmpada, disponível em todas as plataformas digitais. Cantora baiana, com um trabalho autoral de composição que atravessa seus afetos com sua identidade e fé cristã. 
 
Atualização:
Confira a seguir a quarta live da série "Diálogos de Esperança".
 
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1175 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.