Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

Otimismo e fé: pesquisas revelam dados sobre adolescentes e jovens do Brasil e do mundo

Por Felipe David Pereira

Adolescentes e jovens brasileiros estão mais otimistas quanto ao futuro do que os adultos, segundo pesquisa do UNICEF e do Gallup, divulgada em comemoração ao Dia Mundial da Criança, celebrado em 20 de novembro. Além da juventude brasileira, o estudo traz informações sobre adolescentes e jovens de 21 países. A visão de adolescentes e jovens (15 a 24 anos) foi comparada com a de adultos maiores de 40 anos sobre como é ser criança e adolescente no mundo de hoje, mostrando as diferenças entre gerações.

Questionados se o mundo está se tornando um lugar melhor para cada nova geração, 57% dos jovens disseram que sim, versus 39% dos adultos. No Brasil, o índice de otimismo ficou à frente apenas do Mali, país da África ocidental. Somente 31% dos adolescentes e jovens brasileiros, e 19% dos adultos, acreditam que o mundo está melhorando. Ao divulgar esses resultados em seu portal, O UNICEF destacou que, no Brasil, as entrevistas foram realizadas entre 23 de fevereiro e 17 de abril, o pior momento da pandemia de Covid-19 no país.

A pesquisa traz ainda a percepção da juventude sobre assuntos como saúde mental, educação e trabalho, mudanças climáticas e benefícios e riscos da tecnologia. Para saber mais sobre esses resultados, acesse aqui.

Outra pesquisa também concluiu que o olhar de esperança para o futuro faz parte da juventude brasileira. Trata-se do estudo “Cultura Juventude Global - Relatório Brasil” feito pela OneHope, uma organização que atua junto a crianças e adolescentes por meio de programas bíblicos. Segundo a pesquisa, esse otimismo está atrelado à educação e ao empreendedorismo.
  • 86% dos adolescentes e jovens concordam que a educação vai garantir-lhes um futuro melhor.
  • 4 em cada 5 jovens brasileiros que participaram da pesquisa afirmam que gostariam de abrir um negócio e ter uma empresa no futuro. Jovens de 18 e 19 anos foram mais frequentes nesta resposta do que as outras faixas de idades.
A pesquisa concluiu ainda que adolescentes e jovens no Brasil são alguns dos mais abertos do mundo para encontros com Deus que irão mudar suas ideias sobre ele. Nesse quesito, as experiências espirituais são mais influentes entre a juventude que conversa com os pais, que conta com o ensino de líderes religiosos e que conversa com amigos.

Este estudo pesquisou 8.394 jovens de 13 a 19 anos em vinte países, incluindo 420 adolescentes e jovens no Brasil. A pesquisa foi distribuída por meio de uma plataforma on-line para entrevistados que têm acesso regular à internet. A OneHope destaca que esses resultados não refletem a visão de todos os jovens do Brasil, mas apenas daqueles que estão conectados digitalmente. Ela está dividida em assuntos: comportamento religioso, experiências e dificuldades pessoais, conectividade e impacto digital, identidade e relacionamentos, influências e influenciadores. Baixe aqui o relatório completo.


• Felipe David Pereira, jornalista mineiro especialista em Marketing Digital e pós-graduando em Cinema. Cristão e metodista apaixonado por música e se descobrindo na arte de contar boas histórias.

Leia mais:
» Jovens cristãos embarcam para África em missão humanitária com meninos escravizados
» Crianças são vítimas de impactos duradouros da pandemia, aponta relatório

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.