Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Prateleira

Louco é quem me diz?

"Acabei de fazer uma grande descoberta. O Todo-Poderoso teve dois filhos. Jesus Cristo foi o primeiro; eu sou o segundo”. É assim que John Stott abre o terceiro capítulo do seu Cristianismo Básico. Claro, a “descoberta” não é do autor. Trata-se de uma das cartas recebidas por ele, enviada de um conhecido hospital para doentes mentais da Inglaterra.

Talvez, como afirma Stott, “uma certa ingenuidade em Jesus” é, digamos, a porta aberta para os loucos, e outros nem tanto, se arvorarem como filhos, herdeiros e até mesmo legítimos representantes do Filho do Homem. E a Páscoa não pode ser comemorada se não sabemos por que ou por quem a celebramos. Aliás, qualquer coisa que tenha aspecto institucional é objeto de rejeição. A igreja, os ritos, o envergonhado sinal da cruz e, quase caindo em desuso, até mesmo a Semana Santa.

É bom voltar ao começo. Às bases do cristianismo. Nas palavras do autor inglês, “Não é possível sustentar que as afirmações do carpinteiro de Nazaré são invenção ou exagero dos autores dos evangelhos [...]. Jesus não aparentava nenhuma anormalidade, o que seria de se esperar em uma pessoa perturbada. Seu caráter sustenta suas declarações [...]. Não o vemos como Deus disfarçado de homem, nem como um homem com qualidades divinas, mas como homem e Deus. Jesus foi uma pessoa histórica, com duas naturezas distintas e perfeitas, a divina e a humana. Só assim ele pode ser digno não apenas de nossa admiração, mas também de nossa adoração.”

Vale a pena ler e reler Cristianismo Básico, um clássico traduzido em muitas línguas, incluindo chinês, japonês, russo e coreano, cujo autor foi indicado pela revista “Time” como uma das personalidades mais influentes do mundo.


Leia o que Ultimato publicou sobre o assunto
O Jesus do evangelho não é martir, edição n. 263
Não estamos de luto, edição n. 287

Leia o livro
Cristianismo Básico, John Stott
A Pessoa Mais importante do Mundo, Elben César

Para receber Ultimato em casa, assine aqui.
É diretor editorial da Ultimato.
  • Textos publicados: 179 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Prateleira

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.