Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

Indígenas do Amazonas são enviados por pastor coreano para formação missionária no sudeste do Brasil

Por Ultimatoonline

Eliodoro tem 31 anos e é coripaco, Leonardo tem 30 e é baniwa e Geraldo e Gilberto têm 29, Geraldo é baré e Gilberto, baniwa. Além de serem indígenas, os quatro têm uma e outra coisa em comum: são nascidos em São Gabriel da Cachoeira, cidade do interior do estado do Amazonas, localizada na fronteira com a Colômbia e Venezuela; são casados; deslocaram-se por cerca de 5 mil quilômetros até a cidade de Viçosa, na Zona da Mata mineira, para cursar Estudos Missiológicos Avançados no Centro Evangélico de Missões (CEM) e compartilham a fé em Jesus e a experiência de dedicarem-se completamente sua vida à sua pessoa e à sua obra.

Gilberto e Geraldo são teólogos formados pelo Instituto Bíblico do Alto Rio Negro (IBARNE). Geraldo também é formado pelo curso de linguística e missiologia da Missão ALEM. Eliodoro e Leonardo são bacharéis em teologia pela Faculdade Teológica Sul Americana (FTSA).

Os quatro rapazes, que logo fizeram amizade com os novos colegas de curso – também vindos de outras regiões do Brasil – conheceram o Centro Evangélico de Missões por influência do pastor coreano Cheol Ki Kim – que atua como missionário em São Gabriel e os enviou para o curso – e por causa de antigos alunos da escola que trabalham na região do Amazonas. Os quatro estão convictos: vieram para o CEM para se preparar, ter mais conhecimento na área de missões e ajudar a igreja indígena em sua região.

Eliodoro, Leonardo, Geraldo e Gilberto são crentes ativos em sua igreja e também no IBARNE: os quatro são professores no instituto; Leonardo é evangelista da Igreja Presbiteriana de São Gabriel da Cachoeira e Geraldo é tradutor de livros para a língua yengatú.

Eliodoro, Geraldo, Gilberto e Leonardo cruzaram mais do que barreiras geográficas e junto com o pastor coreano Cheol Ki Kim ajudaram a lembrar que pelo sangue do Cordeiro foram comprados para Deus “os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação” e que estes são os que dão a Ele o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor.

Leia mais:
» A igreja indígena, o que é isso?
» 2019: Ano Internacional das Línguas Indígenas

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.