Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

Evangélicos e sindicalistas perdem representantividade no Parlamento

(ALC) A bancada evangélica e sindicalista têm, no Congresso, menos parlamentares que tinham na legislatura passada. Já ruralistas e empresários aumentaram a representatividade, mostra o livro “O que esperar do novo Congresso – perfil e agenda da legislatura 2007/2011”, lançado na quarta-feira, 16, em Brasília. 

O livro reproduz estudo do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) e do sítio Congresso em Foco. A Câmara dos Deputados têm 513 cadeiras e o Senado 81 assentos. A pesquisa avaliou, contudo, os 532 deputados e 86 senadores, entre titulares e suplentes, que exerceram o mandato nos três primeiros meses desta legislatura. 

A bancada evangélica conta com 41 deputados, 8% do total da Câmara, e apenas dois senadores. O envolvimento de parlamentares evangélicos no escândalo da máfia das ambulâncias, no ano passado, influiu no voto do eleitor brasileiro. Na legislatura passada a bancada evangélica tinha mais de 60 parlamentares. 

A bancada sindicalista perdeu 11 congressistas nesta legislatura comparada com a anterior, passando de 74 para 63 parlamentares, dos quais 47 foram eleitos pelo Partido dos Trabalhadores (PT). 

A maior bancada suprapartidária na atual legislatura é a dos empresários: são 190 deputados e 29 senadores – 35% do Congresso Nacional. A pesquisa considerou empresários os que são sócios de empresas ou exercem atividade urbana ou rural.

Também a bancada ruralista engordou o número de integrantes nesta legislatura, 120, comparada com a anterior, 111, o que representa 19,5% dos deputados e senadores. 

O livro, relata o repórter Lucas Ferras, do sítio Congresso em Foco, também aponta a baixa representatividade de mulheres e negros no Congresso Nacional. A participação feminina no Parlamento é de 9% e a de afro-descendente de apenas 2,5%. Na atual legislatura, o Congresso não tem nenhum representante indígena.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.