Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

Ataques na Nigéria e no Paquistão matam 94 pessoas

No último domingo, 15/03, duas ações suicidas no Paquistão e um ataque de homens armados na Nigéria deixaram um total de 94 pessoas mortas e mais de 70 feridos, de acordo com notícia publicada pela Agência Brasil.

Paquistão – O ataque que deixou 14 mortos no Paquistão foi contra duas igrejas cristãs, na cidade de Lahore, no bairro de Youhanabad, onde vivem mais de 100 mil cristãos.

Um porta-voz do Movimento Talibã do Paquistão reivindicou via e-mail os “atentados suicidas”. Os talibãs paquistaneses multiplicaram-se desde 2007, quando atacaram as forças de segurança do país, que acusam de apoiar a guerra norte-americana contra o terror e as minorias religiosas do Paquistão.

O maior ataque à minoria cristã no Paquistão aconteceu em setembro de 2013, em Peshawar, quando cristãos saíam de uma reunião dominical. A ação deixou 82 mortos e foi de autoria de uma facção talibã. Os cristãos representam 2% da população paquistanesa.

Nigéria – Homens armados atacaram comunidades agrárias no estado nigeriano de Bénoué, no centro do país, e mataram aproximadamente 80 pessoas.

Há mais de uma década, os confrontos relacionados com a ocupação da terra são frequentes entre criadores de gado muçulmanos fulani e comunidades cristãs, principalmente no centro da Nigéria, país dividido entre o Norte de maioria muçulmana e o Sul majoritariamente cristão.

Os criadores de gado queixam-se, há vários anos, de perder terras para a agricultura, afirmando serem vítimas de uma discriminação sistemática. Os conflitos diferem de estado para estado e ganham perspectiva religiosa nas regiões onde os agricultores são em sua maioria cristãos.

A Nigéria é décimo país na Classificação da Perseguição Religiosa. O clima de insegurança é constante e tem se intensificado em diversas regiões. Constitucionalmente, a Nigéria é um Estado laico com liberdade religiosa. Embora exista liberdade para evangelizar, há uma forte oposição dos muçulmanos contra os cristãos que procuram praticar este ministério.

*Com informações da Agência Brasil e Portas Abertas.
Equipe Editorial Web
  • Textos publicados: 1174 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.