Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

O suicídio e a Igreja

Importante estudar e analisar o suicídio. Podemos ver o aumento de casos de suicídio no mundo e também no meio evangélico. Era um problema fora da igreja, agora está dentro das nossas igrejas.

A Igreja precisa estar preparada, muitos não entendem, não sabem lidar quando estão diante dessa realidade. Ano passado no pico da pandemia a minha igreja ficou um tempo fechada, ficamos um tempo sem ter contato com os irmãos, quando voltou, conversando com um jovem, já de anos de igreja, ele me contou que durante a pandemia ele pensou várias vezes em suicídio, na hora fiquei surpreso, porque achei que estava tudo bem. Não podemos desprezar quando estamos de cara com esse problema. Quando ouvimos isso é preciso orar, acompanhar de perto.

E uma notícia triste, mais pessoas se matam em qualquer fase da vida. (jovens, velhos, ricos, pobres, doutores e analfabetos.) "Segundo a OMS, em 2019, a cada quarenta segundos, alguém cometeu suicídio." Há mais suicídios do que assassinatos. Muitas são as causas do suicídio, mas todos sabem que a maior causa é a depressão.
Então por isso e importante ler a Bíblia, sempre observar o que a Bíblia diz, a palavra é nosso manual, ela nos ajuda nessa jornada.

A palavra suicídio vem do latim, que tem o significado de "matar". O suicídio é o desejo, o ato de assassinar a si próprio, dar fim à própria vida. Isso muitas vezes acontece quando a pessoa está passando por uma dor emocional terrível, ela pensa de forma errada, que a única solução é o suicídio. Mas vamos refletir que acaba produzindo mais dor, gera muitas consequências. Eu li que na Grécia e na Roma antiga eles olhavam o suicídio como um ato de coragem, honra, outros lugares naquela época já repudiavam esse ato.
Segundo a OMS são nove motivos que tem produzido suicido no mundo: Solidão – Depressão – Transtornos de várias ordens – Crises Conjugais – Dificuldades Financeiras – Bullying – Luto – Drogas – Timidez.

Vivemos dias de muita pressão, tem cobrança da família, sociedade, igreja, serviço, estudos e vários outros. Chega um momento que as pessoas querem fugir de alguma forma disso tudo, querem o alívio da dor.

Claro que temos que analisar a questão espiritual desse problema, um povo que está longe de Deus, o resultado e um vazio enorme. Só Deus pode satisfazer nossa alma. Só Ele pode preencher esse vazio, em Jesus a promessa e de vida como disse Paulo.

Temos que também pensar, o Brasil é um país com milhões de evangélicos, não era pra ter problemas com depressão e suicídio. A igreja brasileira precisa refletir. Tem casos que precisa de remédio é médico. Mas muitos estão precisando buscar ao Senhor. Quando Deus não reina, o diabo aproveita, não podemos ignorar que o inimigo trabalha na vida das pessoas.

O papel da igreja e dar apoio nas duas vertentes, tanto espiritual quanto emocional. A igreja deve agir antes que fique pior. O Senhor pode usar cada um de nós para consolar as pessoas. Precisamos cuidar uns dos outros, cuidar de nossas lideranças, o líder também precisa desse cuidado, dessa atenção.

A igreja as vezes se esconde infelizmente, mas ela precisa atuar tanto na prevenção quanto no cuidado com aqueles que já sofrem, e os que são impactados pelas consequências do suicídio na família. E assunto pouco pregado hoje em dia, muitos só lembram disso no mês de setembro que é especial no combate ao suicídio.

Não existe nada na nossa vida que Deus não possa restaurar. Deus é maior do que nossa dor. Temos um Deus que não desisti de ninguém. O diabo tem enganado muitas pessoas, fazendo elas acreditarem que estão sozinhas, que não tem mais jeito, que não tem solução. Deus está no controle, ele conduz a história.

Outro ponto que deve ser analisando e na questão da família. Temos outros que precisam de nossa presença, nosso apoio. Não podemos desistir de viver. São momentos de dor e aflição tanto da pessoa quanto dos familiares, é preciso mais amor pra lidar com essas pessoas.

Jesus morreu por todos nós! Foi pago um alto preço. Jesus e nossa esperança.
Se você precisar orientar alguém nessa situação, lembra essa pessoa que ela tem valor, que ela é preciosa pra Jesus, que não está sozinha.

O Salmo 42 nos ajuda também nesses momentos, o salmista estava com sua alma profundamente abatida, deprimida (42.5 e 11). Podemos aprender como atravessar esses momentos de desanimo é dor. O salmista chama a si mesmo a confiar em Deus, esse e o remédio que o salmista recomenda, confiar, esperar em Deus.

"Por que você está tão abatida, ó minha alma? Por que está tão triste? Espere em Deus! Ainda voltarei a louvá-lo, meu Salvador e meu Deus!" (Salmos 42.11, NVT)
Mineiros - GO
Textos publicados: 4 [ver]
Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.