Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

O pão da vida!

"Eu sou o pão da vida" (João 6:48).

Sem dúvidas, a nossa é a geração do consumo desenfreado. Compramos e gastamos muito além de nossas capacidades, muitas vezes. Outras, consumimos tudo aquilo que nos é supérfluo, ou seja, que não precisamos. Influenciados por diversos gostos, bombardeados por diversas informações e golpeados por diversos apetites, o deus do nosso século é aquilo que podemos ter, em detrimento do que somos.

Por isso, nossos relacionamentos pessoais estão baseados em posses. Nossas amizades entrelaçadas por interesses pessoais. "O que eu ganho em ser amigo dessa pessoa? O que ela tem para me oferecer? Como serei beneficiado?" Assim, disputamos quem tem mais, ou quem pode mais, e não fazemos caso algum em esbanjarmos isso de forma claramente exibicionista. Tornamo-nos pessoas extremamente superficiais em nossos relacionamentos.

O alicerce do nosso casamento, da educação dos nossos filhos e da escolha do nosso futuro profissional é focado em consumir e assim, ser feliz. O nosso deus é o nosso ventre, e por isso estamos tão vazios de tudo, principalmente de Deus (Filipenses 3.19)!

Na história do povo de Israel, lemos que em meio às carências de suas necessidades, erguendo altares de incredulidade em meio ao deserto, Deus supriu-lhes a fome com "O que é isto?" (maná) que vinha do céu. O Senhor queria ensinar-lhe sobre dependência, provisão contínua e cuidado próximo.

"Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito: Deu-lhes a comer o pão do céu" (João 6.31). Este relato encontra-se, principalmente, em Êxodo 16.1-15. O texto bíblico relata que Deus supriu as necessidades do seu povo incrédulo, enviando a eles pão do céu. "Disse-lhes pois Moisés: Este é o pão que o Senhor vos deu para comer" (Êxodo 16.15). O maná era enviado diariamente, de domingo à sexta (neste dia a porção era dobrada), e com ele o povo deveria preparar os pães e os bolos para sua alimentação. Porém, todos os dias havia necessidade do maná porque todos os dias precisamos nos alimentar, pois temos fome! E, com o passar dos anos, aquele povo, que de forma miraculosa era alimentado por Deus, ficou enfastiado com o maná e exigiu de Moisés carne para comer.

Nós somos exatamente como aquele povo incrédulo e murmurador! Desejamos que Deus supra as nossas necessidades imediatas, principalmente no que se refere ao nosso ventre. A maioria das vezes desejamos os benefícios de Deus, tudo aquilo que Ele pode nos providenciar de bom, mas não gostamos muito de tê-lO conosco para um relacionamento pessoal. Desejamos um bom casamento, um ótimo emprego, filhos belos e saudáveis, queremos gastar dinheiro com entretenimento e prazeres. Se Deus pode nos dar isso tudo, então ótimo! Mas, e se o Senhor não nos conceder tudo aquilo que nós pensamos ser importante ou necessário, o que fazemos?

Assim, Cristo mostra-nos que Ele próprio é o único que pode nos satisfazer! Ele é o único que pode saciar-nos por completo! Somente Cristo é o motivo de nossa alegria, paz e satisfação! Nada, e nem ninguém, pode suprir nossas carências e necessidades por muito tempo. Apenas Cristo pode preencher as nossas vidas e nos dar a alegria verdadeira, que tanto buscamos! Nem cônjuge, nem filhos, nem dinheiro, nem trabalho, absolutamente nada pode nos preencher, senão o Senhor Jesus Cristo! O maná, portanto, é um tipo da Palavra de Deus: é o alimento que vem do céu para o sustento do seu povo!

"Eu sou o pão da vida" é o alimento diário que tanto precisamos! Ele está disponível pra você, hoje! Você crê? Cristo os abençoe abundantemente! Amém!
Juiz De Fora - MG
Textos publicados: 16 [ver]
Site: http://rodrigoncalezblog.wordpress.com/posts/

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.