Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Adaptando a bíblia: a nós!

Hebreus 4.12

‘’Há pessoas que nos levam a caminhar por uma esperança que não se esconde da vida. São essas que nos deixam aquele abraço, no momento dos vazios, aquelas palavras, em meio as tensões, que se lembram, nas situações de tédio e incerteza, enfim, falo do amigo, sujeito as mesmas alternâncias da vida, como todos nós, agora, mesmo assim, acredita no outro’’.

Nunca se falou, com uma pletora de interpretações e considerações, sobre como praticar e vivenciar os dizeres das escrituras sagradas. Somos inundados, por todos os pontos e as pontuações. Agora, determinadas abordagens deveriam ser condição inegociável, o próprio coração – útero de evangelho, como chamado ao discipulado, a comunidade de seres humanos inovados, em Jesus Cristo. Posso dizer, a importância do serviço, da confissão e do comprometer-se com o outro para alcançarmos a realidade de próximos.

Faz-se anotar, ao se observar a prevalência de um individualismo, do discurso dos meus interesses e direitos (sobre a nomenclatura da minha vitória, da minha benção), dentro de uma fé reivindicatória e acabou, não seria mais decente adaptarmos as escrituras, então?

Ora, sem cerimonias, rasgar, expressamente, os textos de Salmos 133, de Atos 2. 42-45, I Coríntios 13.13, I Pedro 3. 7 e, enfim, não somente esses, como também os demais voltados a enraizar, a espalhar e estender o evangelho de seres humanos inovados, com a forma da Graça Jesus Cristo, ao qual quer nos desatar dos caudilhos ditatoriais, pelo qual as pessoas não são livres e não trilham pela liberdade de uma espiritualidade criativa?

Tristemente, quantas pessoas subjugadas por um emaranhado de colocações a léguas de distâncias do escutar, do companheirismo, do sentar ao redor da mesa da vida e partilhar e compartilhar e embevece-se com as boas novas, compreender que fomos acolhidos e aceitos pelo Logos Preexistente e isto vai além das fronteiras legalistas?
Sem sombra de dúvida, deveríamos rasgar, nos desfazer do compromisso e do comprometer-se com o outro, com a vida, descartar o ser sal e luz, o ser útil e se ater a um Deus, nas gavetas dos templos e presente nos encontros dominicais, como também se afastar da transcendência que nos leva ao outro, como a justiça das relações vitais, a justiça que não se atrela as réguas do certo e do errado, do bom e do mal?

Ademais, em meio a um cenário evangelical atordoador, de figuras personalistas megalomaníacas, como se o estender do Kairos, do Logos Preexistente, do Deus ser humano Jesus Cristo nada valesse e fosse incompleta, não têm ocorrido essas adaptações, não diretas, mas sutis e configuradas, segundo a maneira como interpretamos a vida.
São Paulo - SP
Textos publicados: 90 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.