Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Acerca do voto ao Senhor

Moisés reuniu os líderes das tribos de Israel e disse: Quando um homem fizer um voto ao Senhor ou um juramento que o envolva em algum compromisso, não poderá quebrar a palavra, mas deverá fazer tudo o que prometeu. (Números 30. 1 e 2). O voto era um compromisso firmado entre a pessoa e Deus e não podia ser quebrado. A palavra dada, empenhada diante de Deus não podia voltar atrás como se fosse diante de um homem, ou algo feito de forma irresponsável e mesquinha.

Notem que Moisés, o profeta e líder de Israel, reuniu os líderes das tribos os quais tinham grande responsabilidade diante do povo e lhes transmitiu a palavra de Deus acerca do voto. O momento era de expectativa e de temor, o assunto era sério e exigia atenção e cuidados. Moisés não estava brincando de pastor, como muitos fazem hoje quando falam e depois dizem que não falaram, ou que não era bem assim. O voto era espontâneo, ninguém era obrigado a votar, mas devia cumprir o seu voto: "Não poderá quebrar a palavra, mas deverá fazer tudo o que prometeu".

Às vezes penso e medito na seriedade de Deus, no compromisso para com a sua palavra, na exigência divina e nos castigos advindos àqueles que não cumpriam esta palavra. Às vezes a família toda e até os animais morriam quando se desobedecia ou não cumpria um voto. Deus, pessoalmente, se encarregava de castigar a pessoa desobediente e desonesta. Mas hoje as coisas mudaram... Hoje Deus não se importa mais com a quebra dos votos, hoje Deus é "bonzinho" e não leva mais em conta as derrapadas que se dá, hoje estamos vivendo um outro tempo, com outras perspectivas.
É isto que dizem e praticam aqueles que muitas vezes dizem servir a Deus com obediência e fidelidade. Mas Deus continua atento observando os bons e os maus. Ai dos pastores que não cumprem o que a Palavra diz, ensina e exige.

Neste texto, a seguir, encontramos várias advertências sobre as famílias, a moça, a mulher viúva, o marido em relação à sua mulher... E no versículo 16 lemos: "Essas são as ordens que o Senhor deu a Moisés a respeito da relação entre marido e mulher, e entre uma moça e seu pai que ainda mora com a família". É interessante notarmos a preocupação de Deus com a família, o cuidado paterno, o carinho, a forma de tratar a família no contexto da nação de Israel. Podemos trazer este texto para os nossos dias, podemos olhar como num espelho e sentir o que Deus ainda exige de cada um de nós. Seu cuidado e proteção, seu amparo à família, suas leis que não podem ser quebradas, os votos que eram feitos, documentados, assumidos diante de Deus e diante da nação israelita. Deus olha para nós e se preocupa conosco, Deus trata de cada um individualmente como um pai que quer somente o bem de seus filhos e não os entrega à sua própria sorte.

Muitas vezes e de diversas maneiras Deus falou ao povo através de seu profeta e líder Moisés, e o povo ouvia e jurava obediência reconhecendo a autoridade mosaica em relação a tudo quanto ele ensinava. Hoje não temos mais Moisés, mas Deus continua falando através de seus servos visando o bem de seus filhos. Hoje raramente se faz votos, mas há outras formas de nos comprometermos com Deus em relação àquilo que Ele exige de nós. A Bíblia é um espelho, muitas vezes lemos um texto desconhecido e Deus fala conosco através desse texto. Não há uma palavra, uma pontuação na Bíblia que não seja para a nossa edificação espiritual. Tudo que ficou escrito, assim está para o nosso bem e orientação. Nenhuma folha cai se não for da vontade de Deus. Tudo que existe e se move foi criado por ele. Quando fazemos um voto a Ele devemos cumprir, pois "não deverá quebrar a palavra, mas deverá fazer tido o que prometeu". Quando agimos assim, Deus se agrada de nós e faz fluir bençãos em nossas vidas. Afinal, Ele é fiel e cumpre a sua palavra.
Mogi Guaçu - SP
Textos publicados: 427 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.