Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Grato pelo hoje, pelo (s) ontem (ns), quiçá pelo (s) amanhã (s)

Não! Ainda não é uma despedida, embora próxima esteja a hora de parar [ou ser levado para o LAR eterno]; é que agora, em 20-agosto, COM O MEU ARTIGO 468, COMPLETO 9 ANOS DE OCUPAÇÃO IMERECIDA DESTE ESPAÇO HONROSO DO SITE DA EDITORA ULTIMATO.

Foram 468 semanas ininterruptas que o Senhor de minha vida me presenteou dando-me os temas e os textos inteiros, às vezes, no último momento de postar. Obrigado Senhor!

Com relação ao último [futuro] texto, tenho-o "semiescrito": "EPÍLOGO DE UMA VIDA – A ÚLTIMA HISTÓRIA", que meus familiares [esposa e filhos] darão sequência contando algo a meu respeito, e o postarão aqui, em meu nome.

Ninguém sabe o dia e nem a hora (Mt. 24 36), só Deus, o Pai, o sabe; assim vou me antecipando com o dever de agradecer – A GRATIDÃO É FUNDAMENTAL PARA A VIDA DE UM CRISTÃO:

"Em TUDO, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco" (I Ts 5 18).

E eu já disse, em oportunidades outras, que TUDO é TUDO mesmo, nada exclui, nem as coisas tristes, nem as perdas do caminho, nem, enfim, as derrotas; para tudo Deus tem um propósito!

Além da gratidão a Deus, aos familiares, aos amigos, aos irmãos na fé, à EDITORA ULTIMATO, também é ela [a gratidão] devida aos leitores porque, sobretudo nos últimos meses, eles sustentam, quase sempre, 4 textos meus entre os 10 mais lidos; é com humildade, além da gratidão, que revelo isto. Glória a Deus!

A GRATIDÃO é um dom de Deus, versículo acima citado; outro dom de Deus, pelo qual sempre procurei pautar a minha vida, é o PERDÃO, sobre o qual escrevi alguns dos meus artigos.

PERDOAR é fundamental para que tenhamos o perdão de Deus confirmado em nossas vidas; foi o Senhor Jesus quem disse e, sempre, cito pelo menos 3 referências:

* "e perdoa-nos as nossas dívidas, ASSIM COMO nós temos perdoado aos nossos devedores" (Mt. 6 12);

* "se, porém, não perdoardes aos homens [as suas ofensas], tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas" (Mt. 6 15 – após a oração do "Pai nosso");

* "Se, pois, ao trazeres ao altar a tua oferta [não necessariamente financeira] , ali te lembrares de que teu irmão TEM ALGUMA COISA CONTRA TI, deixa perante o altar a tua oferta, vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; e, então, voltando, faze a tua oferta" (Mt. 5 23-24) – creio que, aqui, é o ofendido que vai se reconciliar com o seu ofensor [pedir perdão].

Além desse perdão curador [cura da amargura], Ele falou também que devemos "amar os inimigos e orar pelos que nos perseguem" (Mt. 5 44) e, em alguns artigos, comentei: "não tenho inimigos e nem perseguidores".

Certa feita, um diretor da Empresa na qual trabalhei 44 anos, brincando, disse-me que "tenho a ‘pena dura’" (sic) – deve ser verdade pois, como disse no artigo anterior, detesto a mentira, abomino a dissimulação e não aceito que se criem estorinhas para justificar o injustificável.

Jamais fui de "dourar a pílula" – acrescento que passo de largo do chamado "politicamente correto" que, para mim, é hipocrisia; - é fingimento ter que só dizer aquilo que "agrada aos ouvidos" do interlocutor.

Assim, perdão eu peço à minha esposa, aos meus filhos, aos meus netos e bisneta, aos manos ainda vivos, aos demais familiares, aos colegas, aos amigos, aos irmãos na fé, àqueles com os quais me relacionei nesses meus 76 anos de vida; sempre procurei a paz, o convívio sadio com todos, mas, às vezes, escapa algo indevido e alguém pode ter se magoado.

Alguns escritos meus [cartas incluídas] alteraram o rumo dos acontecimentos, ora para melhor, ora para pior; preciso, também, pedir perdão a quem se sentiu ofendido pelas minhas palavras. É que não tenho "meios termos", procuro obedecer à voz do Senhor Jesus:

"Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno" (Mt. 5 37).

Gostaria de reunir as milhares de pessoas que passaram pela minha vida, reatar relacionamentos que ficaram pelo caminho, e dizer a cada um, com um forte abraço e ósculo santo:

- "OBRIGADO E PERDÃO"; obrigado pelo que fizeram por mim, não foi pouco - sem isso eu nada seria na vida, quer na secular, quer na espiritual; perdão pelo que, involuntariamente, possa lhes ter feito e que nos distanciou; mas, reitero, não tenho inimigos e nem perseguidores, pela graça de Deus.

Tenho um Ministério: é tudo aquilo que faço nas minhas várias atividades, que aceito e preservo como uma designação de Deus:

"Portanto, quer comais, quer bebais OU FAÇAIS OUTRA COUSA QUALQUER, FAZEI TUDO PARA A GLÓRIA DE DEUS" (1 Co. 10 31).

Somos sacerdotes reais e, como tais, temos que obedecer ao "IDE" do Senhor Jesus:

"Vós, porém, sois raça eleita, SACERDÓCIO REAL, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, A FIM DE PROCLAMARDES as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz" (1 Pe. 2 9).

E isso tem que ser realidade e não "meras palavras" em todas as partes por onde ando, andei e, se Deus quiser, andarei.

"Até aqui nos ajudou o Senhor (1 Sm. 7 12).

Pense nisso!
São Paulo - SP
Textos publicados: 481 [ver]
Site: http://www.sefiel.com.br

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.