Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

Sem o Estado Islâmico, a liberdade de religião volta a vigorar

Em 2014, o Estado Islâmico saqueou e incendiou a igreja católica caldaica São Jorge, localizada na Planície Ninewa, no Iraque, e enforcou cristãos em pleno altar. Três anos depois, em dezembro de 2017, o templo, totalmente restaurado, foi reinaugurado numa cerimônia em que os fiéis ungiram o altar e as paredes com óleo.

Na igreja de São Paulo, a única em atividade em Mossul, os fiéis celebraram o Natal abertamente pela primeira vez desde 2013, graças à libertação de sua cidade em julho de 2017. Esses são alguns exemplos de lugares que eram oprimidos pelo Estado Islâmico, mas que agora, com a expulsão dos radicais, vivem uma renovação religiosa.

Atualmente, não só os católicos, mas também outros cristãos, muçulmanos e minorias religiosas, como os yazidis, cujas crenças os submetem à perseguição, podem cultuar sua religião livremente. As informações são do site ShareAmerica.

Por Lissânder Dias. Publicada na seção Mais do que Notícias da edição 370 da revista Ultimato.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.