Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Notícias

Cristãos sofrem no berço de Jesus

(PORTAS ABERTAS) O cristianismo é uma realidade cada vez mais residual no território em que Jesus nasceu e viveu. Hoje os cristãos representam pouco mais de 1% da população israelita e palestina, sem grande peso político ou econômico, mas asseguram que a sua presença ali nunca irá desaparecer.

De acordo com o pároco Pierbattista Pizzaballa, responsável máximo da Custódia da Terra Santa - 60% dos cerca de 170 mil cristãos da região vivem em Israel e 99% têm origem árabe-palestina.

A discriminação é dupla, seja pela origem étnica, seja pelo fato de, embora árabes, não professarem o islã, o que leva a uma forte emigração dos cristãos, em especial nas zonas controladas pela Autoridade Palestina.

O drama é particularmente sentido em Belém, local onde a tradição cristã situa o nascimento de Jesus. O conflito entre facções palestinas tem um forte impacto na vida econômica e social, à beira do colapso, apesar do aumento dos números do turismo religioso em 2007.

A construção, por parte de Israel, do muro de segurança na Cisjordânia, com os seus numerosos checkpoints, complicou ainda mais a vida da população que trabalha em Jerusalém e dificulta o acesso ao local por parte dos turistas, principal fonte de receitas de muitas famílias de Belém.

Restrição de acesso em Jerusalém e Belém
A restrição do acesso aos lugares santos de Jerusalém e a Belém pode ainda agravar as divisões religiosas na área, que tem uma importância decisiva para cristãos, muçulmanos e judeus.

A Igreja encontra problemas, por outro lado, na obtenção de vistos para religiosos oriundos de países árabes.

“Somos poucos, somos pequenos, mas estamos aqui e permaneceremos”, afirma Pierbattista. Além de um papel social relevante, a presença cristã é importante no plano do diálogo com israelitas e palestinos.

Fonte: www.portasabertas.org.br


Leia o que Ultimato publicou sobre o assunto
Jesus -- depois da ascensão e antes da segunda vinda, ed. 280
Mártir é aquele que valoriza mais a fidelidade do que a liberdade, ed. 283

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Notícias

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.