Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Para ler no ano novo

Se você me perguntasse o que fazer nesse final de ano, eu lhe recomendaria ler um livro: o Eclesiastes. Talvez você não goste da sugestão. Compreendo! Nesse mundo virtual, de devaneios lúdicos, cores psicodélicas, redes cibernéticas.... Que chato! Ler? E, além de tudo isso, é o mais mal-humorado livro da Bíblia. Amargo, ácido. Um livro que profere que "tudo é vaidade e correr atrás do vento". Como aceitar um livro que diz que não há nada de novo, o que será já foi, nem ano novo há?

Como aceitar um livro escrito por um velho rei entediado com a vida, e que assevera com frequência "já vi, já fiz, já sei"; livro cruento, que abusa de adjetivos do tipo "absurdo", "fútil", "inútil" quando se refere à riqueza e ao prazer; assaz existencial, afirma ser melhor ir a uma casa onde há luto do que a uma casa onde há festa (comida e bebida), pois a morte é o destino de todos, e os vivos devem levar isso muito a sério.

Contudo, por mais incrível que pareça, talvez seja esse livro a mais incisiva lição de ânimo que se pode obter em toda literatura universal. De fato, ele mostra que o Deus de Salomão é real, não escamoteia a verdade, não fantasia, e não enseja ilusões acovardadas. A crueza aparentemente aborrecida do Pregador expõe a realidade escaldante da vida debaixo do sol e, nessa condição inexorável, faz, pelo menos, três convites, difíceis de serem assimilados nesse mundo pós-moderno – sim, ilusionista, enganador, dionisíaco...

O primeiro convite é pensar! Pensar é a coisa mais difícil no mundo de hoje. Pensar dói! É tão difícil quanto viver. O "fazer pensar" proposto pelo filho de Davi ensina a dizer "não sei", quando o mistério da própria vida não oferece resposta. Por isso o Eclesiastes leva o leitor a um realismo implacável, intenso, íntegro e integral.

O segundo convite é vencer o tédio! Deprecia o pusilânime ou o deslumbrado; valoriza o denodado, seja cético, ateu ou crédulo, mas sincero. Encara a realidade nua e crua. No mundo em que a depressão mata mais que as guerras, onde para muitos é insuportável respirar e dormir sem cocaína ou rivotril, onde o pânico prende todos ao delírio dos psicotrópicos ou do suicídio, só escancarando a realidade olho no olho é que se poderá ter esperança nesta e além desta vida.

O terceiro convite do Eclesiastes é o mais importante: "Lançar o pão sobre as águas!". A eterna lei do retorno, a inexorável lei da semeadura. Se plantar, colherá! Pode até demorar, mais a fé como fonte do trabalho produzirá bons frutos! E depois de colher, não acumular, mas repartir. Pois, só o partilhar do pão e do vinho, com amor, pode quebrar a rotina enfadonha da vaidade e tornar novo o vinho e nova a ceia.

Por fim, o livro leva o leitor a desistir de desistir, isto implica em ter paciência para que possa conhecer e apreciar a longanimidade de Deus e encarar a vida de frente. O Pregador rende-se ao Eterno - "De tudo o que se tem ouvido, a suma é: teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque isso é dever de todo homem".

EDEMUNDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO
Pastor Evangélico e Advogado.
Goiânia - GO
Textos publicados: 4 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.