Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

O transitório e o eterno

O cristão é criticado por sublimar a dura luta pela vida em função de uma esperança que nunca se concretizou; valorizar em demasia o espírito e esquecer a matéria; por agarrar-se ao invisível e desprezar a realidade. A censura é justa e necessita ser avaliada. Mas, para isso, basta olhar da eternidade.

Sofre-se, e muito neste mundo. Se alguém disser que o mundo está envolto em dor e que, aqui, não há quem não seja atribulado, não estará extrapolando; pois o mundo jaz no maligno1 e nele, no mundo, passamos por aflições2. Até mesmo a natureza, a um só tempo, sofre e geme e suporta angústias, aguardando a redenção3 e a transmutação para o reino do amor de Deus4. Mas vistos da eternidade, os sofrimentos do presente não se comparam com as glórias do por vir5. No lar que Jesus nos foi preparar, Deus mesmo enxugará dos olhos toda lágrima. E lá, no reino do Filho do seu amor, não há dor, nem pranto, muito menos luto. Ali, na eternidade, não há lugar para esse mundo e tudo que nele há, pois esses passaram e Cristo mesmo fez novas todas as coisas6. E aos que com ele habitam, deu-lhes, desde já, óleo de alegria em vez de pranto, vestes de louvor em vez de espírito angustiado, coroa de glória em vez de luto7. A eternidade com Cristo é coroada de paz.

Sim, a vida tem alto valor. É muito triste morrer. Se algo ou alguém que amamos perece, por algum tempo, perece pouco ou muito do ânimo em nós. Sim é impossível aos homens escapar da morte e suas consequências8. Mas, olhada do topo do tempo, a morte precede a ressurreição e é necessária à vida eterna. É por meio da morte do corpo natural, corrupto, fraco, que ressuscita o corpo espiritual, incorrupto, glorioso9, restaurado à imagem de Cristo10. Não sabemos que a semente só nasce e frutifica, se primeiro morrer? Por isso, a semente, a vida de Jesus, o logos de Deus, cuidadosamente implantada pelo Espírito em nós, no devido tempo, mortifica o eu e frutifica essa nova vida, restaurada à imagem e semelhança de Deus11, pois germina da semente incorruptível de Cristo em nós12. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; mas quem perder a vida por causa de Cristo13, esse a salvará, pois quem obedece a Jesus, ainda que morra, viverá eternamente14. (Isso é crível?)

Não. O cristão não vive alheio à realidade terrena e transitória, apega-se ao eterno e celestial15. Não nega a fome: sabe que não só de pão vive o homem16, que basta ao dia seu próprio mal e, assim, não se inquieta quanto ao futuro, pois o amanhã trará os seus cuidados17. Não deixa o certo pelo duvidoso, agarra-se às certezas perpétuas. Por isso, sabe que nada lucra se ganha o mundo inteiro, mas perde a sua alma18; assim, quer ajuntar tesouros no céu, onde os ladrões não roubam, nem escavam; onde a traça não rói, nem a ferrugem corrói. Pois onde estiver nosso tesouro, ali também estará nosso coração19. Não se engane: o mundo espiritual existe e é mais real que o material20. Por isso, não atentamos nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas. Essa, então, é a razão pela qual não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso exterior se corrompa, contudo, o nosso interior se renova de dia em dia21, aguardando com paciência o dia eterno22.

A eternidade é apenas uma das muitas razões que fundamentam a fé no Senhor Jesus Cristo.

Notas:
1 Jo 5:19
2 Jo 16:33
3 Rm 8:19-23
4 Cl 1:13-14
5 Rm 8:18-25, 2Co 4:17
6 Ap 21:1-8
7 Is 61:1-3, Lc 4:16-21
8 Gn 2:16-17, Ez 18:4, 20, Rm 5:12 e 6:23
9 2Co 15:35-49
10 Todas as coisas cooperam para o bem dos que amam a Deus e o maior bem é "serem conformes à imagem de seu Filho". Rm 8:28-30
11 Veja a realidade espiritual da salvação. O homem, criado à imagem de Deus (Gn 1:26-27), pecou e danificou seriamente a mesma. Porém Jesus ao morrer na cruz deu-nos sua vida que, qual semente, ao frutificar em nós nos assemelhará a Ele. Aproprie-se dessa realidade descrita em 1Jo 3:1-6, enxergando como Deus nos assemelhará a Cristo.
12 1Pe 1:23, Gl 2:20, 1Jo 3:9
13 Mt 10:39 e 16:25, Mc 8:35, Lc 9:24 e 17:33
14 Jo 11:17-27, 1Jo 1:17
15 Cl 3:1-4
16 Dt 8:3, Mt 4:4, Lc 4:4
17 Mt 6:25-34
18 Mt 16:26, Mc 8:36, Lc 9:25
19 Mt 6:19-21
20 O poder sobrenaturais dado aos discípulos lhes deixou exultantes com os resultados e disseram a Jesus: "os próprios demônios se nos submetem pelo teu nome". Então Jesus enfatizou a luta e a vitória espiritual: "Eu via Satanás caindo do céu como um relâmpago" e "alegrai-vos, não porque os espíritos se vos submetem, e, sim, porque os vossos nomes estão arrolados nos céus". Lc 10:17-20
Leia: (i) Mc 14:27-31 e Lc 22:31-34 e veja como o mundo espiritual age no mundo natural e na alma humana; (ii) Lc 12:13-21 e saiba como a realidade espiritual em muito precede e supera a realidade material; (iii) 2Rs 6:11-20 e cientifique-se da cegueira espiritual que nos impede de ver o mundo espiritual.
Não se crê no inferno, mas Jesus literalmente falou nele 25 vezes nos evangelhos.
21 2Co 4:16-18
22 2Pe 3:18, Rm 8
Brasília - DF
Textos publicados: 11 [ver]
Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.