Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

O maior problema da Igreja

Engana-se quem pensa que o maior problema da Igreja seja o diabo e seus demônios ou a presente Era rebelde e anti-Deus a qual chamamos de mundo. Penso que o maior problema da igreja não é externo, mas interno. Não está do lado de fora, mas do lado de dentro. Paulo chama o maior problema da Igreja de crentes carnais.

Olhando para as muitas cartas de Paulo enviadas as comunidades de fé do primeiro século, é quase uma unanimidade entre os estudiosos que a igreja mais problemática era a igreja que estava em Corinto. Paulo não faz associação entre os muitos desvios dessa igreja e o diabo ou a presente Era, mas a carnalidade dos discípulos daquela comunidade.

Em algumas das oportunidades que Paulo denunciou a carnalidade daquela igreja, ele questiona: Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens? 1 Coríntios 3.3

É importante lembrar que carnalidade (na perspectiva teológica) é o domínio ou influência da natureza caída, pecaminosa sobre as vontades, decisões e atitudes dos cristãos. Escrevendo aos Gálatas no capítulo 5, Paulo trata dessa questão, nos alertando do perigo das obras da carne suplantar o fruto do Espírito. Pensando nisso ele nos exorta: Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro… Gálatas 5.16,17

É pelo domínio ou influência da natureza caída que muitos discípulos são levados à prática de sérios pecados que comprometem e muito a comunhão da comunidade, o testemunho para com os de fora, a criação ou avanço de ações relevantes, melhor compreensão do evangelho e da vontade de Deus para suas vidas, bem como da prática dos valores do Reino. Por tudo isso, fica fácil entender e aceitar que NÓS (não o diabo ou o mundo), constituímos o principal problema da igreja através dos séculos.

Achei muito pertinente para esse momento à forma que o pastor, teólogo e escritor Luiz Sayão se expressa no prefacio do Livro "Azorrague" do Pastor Antônio Carlos Costa, Sayão diz: "Há alguns anos, depois de uma conversa com um conhecido sobre descompassos e problemas da igreja evangélica atual, ele me perguntou: Você ainda acredita na igreja de Cristo? Minha resposta foi simples e direta: Acredito e muito, pois os cristãos estão tentando destruí-la durante 2000 anos e ainda não conseguiram! A igreja só pode ter sobrevivido por milagre de Deus. Quanto absurdo e barbaridade tem sido feito em nome de Deus. De fato, o que a cristandade tem feito em sua historia marcada por heresias, divisões, conflitos, violência e maldade, impressiona e entristece qualquer discípulo de Jesus".

Sei o quanto são duras essas palavras, mas inegavelmente elas fazem parte da história cristã. Não sou dos que acreditam que a igreja promoveu mais males, muito pelo contrário, além do valioso investimento missionário, conduzindo incalculável números pessoas ao Reino de Luz, a igreja não poucas vezes foi fiel promotora de justiça social. Mas é inegável que nem só de amor e de boas obras vive e viveu a igreja em toda sua história. As "heresias, divisões, conflitos, violência e maldade" citadas por Sayão, são evidências do seu maior problema – os crentes carnais.

Minha oração e desejo é que sejamos cada vez mais tomados e dominados pelo poder do Espírito de Deus e por uma unção de amor, para que ao invés de sermos parte do problema em nossas comunidades, nos tornemos genuínos discípulos de Cristo na promoção da paz, no avanço do Reino e no desenvolvimento de uma Espiritualidade mais Cristocêntrica.

Pr. Weslei Pinha
Bahia - BA
Textos publicados: 15 [ver]
Site: http://www.blogdopinha.com.br

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.