Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

O dia que sofri uma atitude cristofóbica

Estive, durante o feriado do carnaval de 2014, na cidade paraibana de Campina Grande, no mega evento anual da Consciência Crisrã, que, no famoso Parque do Povo, onde é montada uma grande tenda, reunem-se mais de 8.000 pessoas para adorar a Deus e ouvir renomados preletores em pregações que valorizam a ortodoxia cristã, alguns inclusive vindos de outros países.

Saindo do Recife para Campina Grande, enquanto esperava o ônibus na rodoviária, deparei-me com duas senhoras, ambas amigas, que se dirigiam para um outro evento religioso (na verdade, há inúmeros nessa época por lá).

Uma delas me perguntou o que eu iria fazer em Campina Grande, e quando falei na Consciência Cristã, a outra foi logo dizendo: "não gosto de nada do que se refere ao Cristianismo", e a senhora que me fez a pergunta foi logo repreendendo-a pela sua indelicadeza comigo.

Aquela senhora manteve-se destemida na sua intenção de me agredir e perguntou-me qual era o meu nível de instrução, e eu afirmei que era graduado em ciências contábeis e especialista em gestão de pessoas.

Ela, cheia de ar nos pulmões, disse "pois eu tenho título de doutorado e sou professora universitária", e continuou com seus impropérios: "cristianismo é coisa pra gente sem boa formação acadêmica".

Contestei-a dizendo que conhecia doutores e mestres de várias vertentes do saber humano que são cristãos, e ela disparou esta: "desculpe-me, mas duvido da qualidade da produção científica desses profissionais!"

E me fez em seguida ainda esta pergunta: "diga-me por que você é cristão?"

Respondi: "por muitos e variados motivos sou mais um seguidor de Jesus, a começar pelo relato histórico da ressurreição de cristo, que é o fundamento da minha fé, pois os opositores do cristianismo, como os romanos e os judeus daquela época, tinham interesse de encontrar o corpo do Mestre em estado de decomposição, o que não conseguiram, pois Ele saiu de lá, mediante o Poder de Deus, ao terceiro dia depois de sua crucificação"

Aquelas palavras a incomodaram, e ela levantou-se dizendo: "eu quero viver a minha liberdade, acredito em Hare Krishna, e vou fumar um grande cigarro de maconha!". A amiga arregalou os olhos e disse que desconhecia esta faceta dela, e esta desmentiu dizendo: "É tudo brincadeira minha!"

Para mim, nada do que ouvi me abalou, pois eu sabia que aquela provocação tinha origem no diabo, a quem Jesus já venceu na cruz do calvário!

Só não esperava que de minha boca saíssem as seguintes palavras: "Eu desconfio que a razão de tanta gente sublimar a ideia da existência de Deus de sua mente, é para que a sua consciência sinta-se pacificada diante dos seus deslizes morais". Dito isto, a mulher se virou enfurecida e, fitando-me, disse-me: "Pois saiba que a minha moral é ilibada!".

Ali, terminou o nosso diálogo, pois decidi mais nada dizer, embora eu tenha sentindo-me tentando a falar, e por pouco não proferi estas palavras: "ninguém que vive na gandaia, fumando um grande cigarro de maconha, tem uma moral ilibada".

Obs: Eu a vi possuída pelo Dedé(mônio). Ele tentou me intimidar pela via da erudição dela. Ele faz assim: usa as pessoas através de suas habilidades para o mal.
Recife - PE
Textos publicados: 278 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.