Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Não deixe de orar

Muitas situações exigem providências adequadas, como está escrito: "Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores. Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra. E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto" (Tg.5.13-18).

A oração não é apenas uma possibilidade ao nosso alcance, mas uma necessidade constante, uma atitude importante diante de situações difíceis. É como um procedimento padrão de primeiros socorros, ainda que não se saiba exatamente o tipo do problema.
Está alguém entre vós aflito? Ore. Não adianta apenas chorar, reclamar ou buscar conselhos. Seja qual for o motivo da aflição e as possíveis soluções, ore.
Corremos pra todo lado e fazemos tantas coisas, mas será que já oramos?
Se nada pode ser feito, ainda podemos orar, a não ser que estejamos mortos.
"Não estejais ansiosos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo Jesus" (Fp.4.6-7).
A oração é fator de equilíbrio mental e emocional. Mesmo que o problema ainda não tenha sido resolvido, já podemos experimentar a paz de Deus. Se oramos, podemos descansar, confiando no amor e na bondade do Pai. 
Nossas petições devem ser apresentadas ao Senhor. Todo advogado sabe que suas petições podem interferir no andamento dos processos judiciais, mas o seu silêncio será interpretado como anuência absoluta.
A petição é importante. Como regra geral, podemos dizer que quem não pede não recebe (Tg.4.2-3). Quem pede terá o seu pedido avaliado, podendo ser atendido ou não.
Em qualquer situação da vida, o que você pode fazer? Pode orar, sem prejuízo de outras providências adequadas e necessárias.

Exemplos bíblicos:
Jabes orou (1Cr.4.9-10). A biografia deste personagem é curta e objetiva. Seu nome significa "o que causa dor, tristeza ou sofrimento". Marcado por uma identidade sombria, ele pode ter feito muitas coisas na vida, mas ficou registrado que ele orou e sua oração foi atendida.
Josué orou, diante do exército dos amorreus (Js.10.11-13). O dia estava terminando e a vitória parecia distante. Ele não podia parar o sol e a lua, mas podia orar. Além de orar, Josué lutou contra os inimigos. Então Deus fez parar o sol e o dia se prolongou até que a batalha terminasse.
Elias orou (Tg.5.17-18). Ele não podia impedir a chuva nem fazer chover, mas podia orar. Fazemos o possível. Nós oramos. Deus faz o impossível. Ore. Se já orou, ore outra vez, ore sem cessar (1Tss.5.17), sem nunca desfalecer (Lc.18.1).
Quem não ora assume sozinho todas as responsabilidades da vida.
O salmista declarou: "Eles me cercaram com palavras odiosas, e pelejaram contra mim sem causa. Em recompensa do meu amor são meus adversários; mas eu faço oração" (Salmo 109.3-4).
Depois da oração vem a resposta, que pode ser negativa ou positiva. Deus é soberano e sabe o que é melhor para nós. Devemos confiar que ele fará o que precisa ser feito.
O que não conseguimos fazer Deus faz, seja cessar a tempestade, acalmar o vento, parar o sol, mover o universo ou impedir que ele se mova.
Quanto ao enfermo, conforme lemos em Tiago, foi dito: "orem sobre ele e o Senhor o levantará"
. Aleluia. Ele faz o que não está ao nosso alcance, o que não sabemos ou não podemos fazer.
Finalmente, Tiago declara: "A oração do justo pode muito em seus efeitos". Ele não disse a oração de qualquer pessoa. Todos podem, precisam e devem orar, mas os melhores resultados serão concedidos aos que vivem de modo coerente com suas orações.

Pr. Anísio Renato de Andrade
Belo Horizonte - MG
Textos publicados: 27 [ver]
Site: http://anisiorenato.blogspot.com.br/
Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.