Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Logomarcas

O caminho do homem não é o caminho de Deus. Um crente em Cristo Jesus pode tomar o rumo altaneiro das boas obras, sob corretos preceitos bíblicos ou religiosos e, mesmo assim, não ter o caminho aplainado.

O problema reside na crença de que o homem é bom. Quantas vezes se ouve que fulano é um bom cristão, correto, humilde? Contudo, o crivo do Senhor não é baseado na justiça humana. É sabido, mas há um véu cobrindo o coração (2Co 3)

A religiosidade estimula correção exterior, generosidade, gentileza. Obviamente, o lavado e remido pelo sangue do Cordeiro deve, no mínimo, ser correto em tudo. Porém, um sutil e velado atalho põe em xeque toda a jornada.

O fruto do conhecimento do Bem e do Mal produziu a independência, revelada por Deus como carne (Gn 6:3). Paulo esclarece o que é carne: nada tem a ver com pecados grosseiros, como muitos cristãos ainda pensam.

Carne é a capacidade cristã de fazer as coisas sem depender de Deus. Existe a menção do Senhor Jesus em Mateus 7:22,23 onde fica claro que não basta fazer obras em nome de Jesus. Obra, para Deus, é a pessoa que lhe faz algo.

Davi, desejoso de construir habitação para o Senhor, recebeu de Samuel o recado de que Deus é quem faria do Rei uma casa. Os apóstolos traduzem que a Igreja é a casa das muitas moradas do Altíssimo (2Sm 7:11, Jo 14:23; Ef 2:22).

Boas obras têm sido feitas pelo cristianismo. Há séculos muitos cristãos tomaram o encargo da ajuda humanitária, dos direitos humanos, da beneficência aos famintos e àqueles em situação de rua. Isso é muito belo!

Todavia, os pobres sempre teremos conosco (Mc 14:7). É dever de cada cristão ajudar todo e qualquer necessitado, principalmente os domésticos da fé (Gl 6:10). Porém, a missão da Igreja não é o assistencialismo.

Certo empreendedor disse que cada templo deveria ter um consultório médico para atender os pobres, pois a igreja deveria ter uma missão social. Quão enganoso é o coração do homem (e desesperadamente corrupto – Jr 17:9).

A missão da Igreja é dar testemunho da unidade: Jesus Cristo, o Caminho. O Corpo de Cristo deve expressá-Lo em Suas virtudes humanamente elevadas. Mas quem tem sido expresso entre as logomarcas da cristandade?
Goiânia - GO
Textos publicados: 102 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.