Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Existência ou Virtualidade?

Ao navegarmos pelas redes sociais percebemos o quanto nossa sociedade tem bebido de conselhos de autoajuda, conselhos que nos fazem mais individualistas e hedonistas. Mas que não tem a eficácia em trazer alívio para as nossas dores e nem trazem verdades em suas soluções. Pois são seres humanos falhos como nós tentando encontrar respostas em si mesmo e/ou em outros seres humanos, para ajudar quem quer ajuda.

É como a Bíblia traz: é um cego guiando outro cego (Lucas 6:39). Nós não temos luz própria para iluminar o caminho de alguém, mas Jesus sim. Ele é a Luz do mundo e sua Palavra a lâmpada para os nossos pés (João 1: 4 e 5; Salmos 119:105). Ele é o único e verdadeiro caminho que nos leva a Deus e nos traz vida. Em seus ensinos encontramos a humanidade que foi perdida. Uma humanidade que foi criada a imagem e semelhança de Jesus, mas que o pecado distorceu. E quanto mais nos afundamos em pecado mais ela é deturpada e menos da imagem do criador é refletida.

Após a queda e saída do jardim passamos a viver uma desordem moral, física e ambiental. O homem foi cada vez mais se afastando do seu Criador e com isso, foi perdendo gradativamente a identidade e o propósito para o qual foi criado. Perdeu a referência a ser seguida. Buscando em si e em outros meios as respostas para se guiar. Surgindo filosofias e ideologias centradas no homem e que não trazem soluções, só divagações. Trouxe mais desordem ao que já era caos (Gênesis 3; Romanos 8:21 e 22).

Papéis sociais, começando nas famílias sofreram distorções, ocasionando uma luta ideológica entre os gêneros. Homens e mulheres que perderam a essência do masculino e do feminino, que não sabem amar e conviver como deveria ser desde o princípio. Humanidade que já passou de relacionamentos líquidos, como dizia Zygmunt Bautman, para gasoso. Ele fez esta leitura do mundo por perceber o quanto o mundo tem sofrido mudanças e em uma grande velocidade, o que tem proporcionado uma desordem social. Acredito que isso ocorre cada vez que se tenta acompanhar estas mudanças, pois vamos perdendo o que antes éramos a ponto de não sabermos mais quem somos e para onde seguir.

Não há profundidade em muitos relacionamentos. Eles ocorrem como em uma internet de alta velocidade. O amor se tornou um sentimento volúvel e centrado no hedonismo. E há quem prefira manter relações virtuais. Pais e mães que geraram filhos cristais. Que não tem consistência e qualquer pressão sofrida quebra. Geração que tem se perdido em si mesmo. Tem olhos que não veem e ouvidos que não ouvem. Pois, seus sentidos estão sendo treinados para agir como robôs que atendem aos comandos da rede. O que foge disso faz entrar em pane de sistema.

Afinal, cientistas e filósofos transhumanistas tem educado há algum tempo gerações para buscar na tecnologia a sua redenção. Mas basta uma pane no sistema, uma invasão ou algo mais simples como uma queda de energia que a ela para. Não passa de ídolo feito por mãos imperfeitas. Este é o retrato de uma sociedade virtual: ela não vive no concreto, no real, no racional. Só aparentam ser guiadas pela razão, mas quem manda é o coração como muitos coaching e escritores de autoajuda tem difundido. E a Bíblia desmascara o nosso coração, diz que ele é enganoso e mau (Jeremias 17:9; Mateus 15:19). Por isso, muitos a rejeitam ou só aceitam o que é conveniente. Não querem transformação. Preferem alimentar o que dá prazer, pecado de estimação.

Por fim, a nossa referência e modelo a seguir é Cristo. À medida que O conhecemos nos tornamos conforme Sua imagem. Quanto mais perto de Cristo mais humanos somos, pois foi para ser e agir como um ser humano que fomos criados e, não para termos qualquer outra identidade diferente disso. Que nossas vidas sejam firmadas no que Deus diz e quer que sejamos. Pois Nele existimos e nos movemos (Atos 17:28)

Debhora Gondim
Boa Vista - RR
Textos publicados: 7 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.