Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Existe pecado, pecadinho e pecadão?

Já disse antes, por ter lido em algum lugar, "que não há pecado pequeno demais que não condene eternamente, como também não há pecado grande demais, exceto a blasfêmia contra o Espírito Santo (este, um cristão genuíno jamais irá cometer), que não possa ser perdoado.

Uma leitura apurada do Antigo Testamento (primordialmente do Pentatêuco; os cinco primeiros livros da Bíblia), deixa bastante claro que haviam pecados mais sérios do que outros, com penalidades variadas de conformidade com a transgressão cometida.

Dando um pulo para o Novo Testamento, a questão do pecado (que levou Jesus à cruz para redimir os eleitos) é vista aos olhos de Jesus de uma maneira onde se percebe que há pecados mais graves do que outros, e isto O Salvador deixou claro quando se referiu ao pecado cometido por Judas Iscariotes: "João 19:10 Disse-lhe, pois, Pilatos: Não me falas a mim? Não sabes tu que tenho poder para te crucificar e tenho poder para te soltar? 11 Respondeu Jesus: Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado; mas aquele que me entregou a ti maior pecado tem".

O Senhor Jesus tem me tocado profundamente e me conscientizado, daquilo que a propria Bíblia afirma, de que todos os meus pecados, do maior ao menor, qualquer que tenha sido ele, seria capaz de me condenar eternamente.

Entretanto, na cruz, Jesus agradou ao Pai em meu lugar, e cumpriu todas as exigências da Lei Moral de Deus.

Sinto-me perdoado tanto quanto alguém que estava negativado em todos os seviços de proteção ao crédito mas teve a cooperação de uma Pessoa extremamente rica que quitou uma enorme dívida contraída por anos à fio de gastança desenfreada: "1 Pedro 1:18 Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, 19 Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, 20 O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós; 21 E por ele credes em Deus, que o ressuscitou dentre os mortos, e lhe deu glória, para que a vossa fé e esperança estivessem em Deus"

Isto pacifica a minha mente, mas jamais me leva a agir de maneira leviana, pois o Apóstolo Paulo, principal compilador da doutrina da salvação pela fé, advertiu àqueles que pensavam em banalizar o presente da salvação oferecida gratuitamente por Jesus: "Romanos 6:1 QUE diremos pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? 2 De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele? 3 Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? 4 De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. 12 Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; 14 Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça".

Uma coisa eu sei, e o diabo não gosta nadinha disto, que todos os meus pecados já foram castigados em Jesus: "1 Pedro 2:24 Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados. 25 Porque éreis como ovelhas desgarradas; mas agora tendes voltado ao Pastor e Bispo das vossas almas".

E se eu pecar ?

Eis a promessa: "1 João 1:8 Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. 9 Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. 10 Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.

Obrigado, Senhor!
Recife - PE
Textos publicados: 289 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.