Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Encontro nos ares e a Agenda 2030

Estamos no penúltimo dia do ano 2020, um ano atípico, e já se anuncia um novo ano, dias de incertezas, tempo de preocupações com as possíveis sequelas da doença que grassou no mundo inteiro, por isto mesmo chamada de "pandemia" Covid-19, cujos números não são muito animadores, mas, também, não são tão alarmantes [vide quadro abaixo].

Aliadas a isto surgem inúmeras interpretações bíblicas, sobretudo do Apocalipse [Revelação] e as chamadas teorias da "conspiração"; muitos cristãos pensam e associam tudo à Palavra Profética de Deus, a respeito dos dias finais, e os que desconhecem as Escrituras, e por isso mesmo, denominam as hipóteses levantadas de "conspirações" quando, na verdade, não o são; tratam-se dos "sinais" mencionados pelos profetas e até pelo Senhor Jesus, sobretudo em Mateus 24 e 25 – O Sermão Profético.

Aventa-se, por exemplo, a hipótese de que as religiões serão extintas; impossível, pelo menos em relação ao cristianismo, tendo em vista a afirmação do Senhor Jesus de que "as portas do inferno não prevalecerão contra a Igreja" (Mateus 16.17-18).

Nas redes sociais, pululam hipóteses sobre o que há de vir e existe um documento - "ONU – Agenda 2030" - que marcava para Janeiro 2021 [adiado, em face do Covid, para 2° semestre 2021] o dia do "Great Reset" [Reinício de tudo], que é uma das propostas do "Fórum Econômico Mundial", em Davos (Wef World Economic Forum).

Muitos se preocupam em serem apanhados pelos trágicos acontecimentos profetizados pelo Senhor Jesus – A Grande Tribulação – "porque nesse tempo haverá grande tribulação, como desde o princípio do mundo até agora não tem havido, nem haverá jamais" (Mateus 24.21); até, ouve-se, que há pessoas de posse construindo verdadeiros "bunkers" para se livrarem das perseguições do anticristo (sic).

Não ouso falar, ainda, sobre a referida "Agenda 2030", da ONU, assinada por 193 países, em Setembro/2016, tendo em vista que não tenho, no momento, conhecimentos mais profundos sobre um assunto cujo estudo inicio hoje; assim, as indagações, que já me são feitas, terão que aguardar um pouco mais.

A "Agenda" enumera 17 objetivos de Desenvolvimento Sustentável e 169 metas a serem cumpridas no período 2016/2030.

Uma coisa, todavia, posso dizer, como lembrete [alerta], aos seguidores do Senhor Jesus, o que já fiz em outras oportunidades; não há razão para preocupações pessoais de estarmos ou não presentes nos dias [3 ½ anos] da referida Grande Tribulação, citada pelo Senhor Jesus, tendo em vista que seremos arrebatados para o encontro com o Senhor Jesus, nos ares, entre nuvens antes da manifestação do anticristo:

• A promessa

"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também" (João 14.1-3).

• O cumprimento futuro da promessa

"Porquanto o Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor" (1 Tessalonicenses 4.16-17).

A Igreja [pessoas convertidas ao Senhor Jesus] é que detém a manifestação do anticristo; se ele se manifesta na metade da semana, de anos, do acordo de paz, que será firmado entre árabes e israelenses [Daniel 9.27], é porque aquele ou aquilo que o detém já foi removido da terra.

Sabemos que quem detém o anticristo é a Igreja, pois, em todo o contexto bíblico, o que será retirado da terra, tão somente, é o Corpo de Cristo, que é a Igreja formada pelos seguidores do Mestre [texto já transcrito].

Os cristãos, nós, os seguidores do Senhor Jesus, não precisamos temer o que vem aí; Ele nos tranquilizou:

"Não se turbe o vosso coração...vou preparar-vos morada... voltarei e vos receberei" (João 14.1-3).

Mas, também, não é para cruzarmos, egoisticamente, os braços; temos, mais que nunca, que tirar o máximo de pessoas das portas do inferno, obedecendo à grande comissão:

"Ir e fazer discípulos" (Mateus 28.19); "Ir e pregar o evangelho a toda criatura" (Marcos 16.15); "testemunhar em nossa rua, em nosso bairro, em nossa cidade, até aos confins da terra" (Atos 1.8).

Pense nisto!

• Números da Covid-19 atualizados em 01.01.2021 às 17h.
Mundo Brasil
Diagnósticos positivos 84.187.525 7.684.278
Casos em tratamento 22.793.145 27,07% 742.061 9,66%
Óbitos 1.832.272 2.18% 195.152 2.54%
Recuperados 59.562.108 70,75% 6.747.065 87.8%

• População total 7.836.124.000 213.312.504

Óbitos/população 0,023% 0,092%
São Paulo - SP
Textos publicados: 645 [ver]
Site: http://www.sefiel.com.br

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.