Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Deus te abençoe!

Cresci ouvindo alguém falar: "Deus te abençoe". Naquele tempo os filhos pediam a "bença" pro pai, pra mãe, pro avô, pra avó e até pros tios e tias. Era benção que não acabava mais. Na hora de deitar a gente pedia benção pro pai e pra mãe e eles respondiam; "Deus te abençoe, dorme com Deus". Hoje quando me lembro daquele tempo fico emocionado de ver a pureza e o respeito dos filhos e dos sobrinhos e dos netos. E quando a pessoa era católica pedia a benção pro padrinho. E todo mundo era abençoado, respeitado e amado. Hoje mudou tudo: é filho contra pai, irmão contra irmão, é reino contra reino, nação contra nação... E muita gente inverte as posições e diz que hoje é tudo moderno e que naquele tempo era tudo muito careta. Hoje não é mais "amigo e irmão", hoje é parça, brother e truta. Nem sei o que isto significa, sei que brother é irmão em inglês. Mas essa mudança é normal dentro do contexto do mundo, hoje a linguagem é on-line, moderna e atual. Mas se eu tivesse o meu pai e a minha mãe vivos, com certeza eu pediria a benção para eles. Sinto muita falta deles!

A Bíblia diz em Provérbios 10.22 que a benção do Senhor enriquece e não acrescenta dores. A benção segue o abençoado lado a lado pelos difíceis caminhos da vida. A Bíblia contém vários textos que falam e exemplificam a benção em diversos momentos da vida de seus personagens. Com o tempo este costume foi se esvaindo e saindo de moda, como se diz. As mudanças vieram, o desrespeito, a provocação, a indignação e os filhos aos poucos deixaram de pedir a benção a seus pais e parentes próximos. Para muita gente aquilo era só um costume banal que não tinha nenhuma relevância, mas a Bíblia não diz assim, pois havia até a benção da primogenitura e o caso mais conhecido foi o de Esaú e Jacó. Deus sempre valorizou a sua benção sobre seus filhos. A benção sacerdotal era impetrada pelos sacerdotes: "Que o Senhor te abençoe e te guarde, que o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; que o Senhor levante o seu rosto sobre ti e te dê a paz" (Números 6.24 a 26). Portanto, a benção na Bíblia é coisa séria e fundamental na vida do povo de Deus.

Sem dúvida, o povo de Deus é um povo abençoado e deveria seguir o caminho da benção dos pais aos filhos, o respeito, a obediência e o reconhecimento. Hoje há muitas coisas que são valorizadas nas igreja que não tem base bíblica, principalmente na área das finanças, se força muitos textos bíblicos e há igrejas que praticamente obrigam os membros a pagarem os seus dízimos o ofertas quando, na verdade, isto é algo que deve ser feito espontaneamente como efeito da benção de Deus na vida da pessoa e não como uma exigência. O dinheiro é muito importante, mas há coisas bem mais importantes. Sem a benção de Deus a nossa vida espiritual não tem sentido e o nosso caminho é cheio de curvas e perigoso. Deveríamos valorizar mais esse requisito tão claro e evidente na Bíblia. Há coisas que são aparência exterior, tradição, modismo, algo muitas vezes sem fundamento bíblico que são muito valorizadas em detrimento do ensino genuíno da Palavra de Deus. Na Bíblia, os pais abençoavam os seus filhos como forma de demonstrarem a importância da benção de Deus na vida deles. Hoje em muitas igrejas nem se recita mais a benção apostólica no final dos cultos: "A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós!" (II Corintios 13.14).

Sem a benção de Deus nada somos. O crente abençoado é um crente vitorioso. Que possamos valorizar mais a benção de Deus em nossas vidas.
Mogi Guaçu - SP
Textos publicados: 492 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.