Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Bem aventurados os mansos!

Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra. (Mateus 5:5, ARC)

As bem aventuranças de Jesus, Ele é o único que poderia dizer essas palavras, ninguém pode dizer algo assim em tamanha perfeição e em absoluta verdade, Jesus está nos dizendo que os mansos herdarão a terra, é uma promessa do Senhor, em nossa sociedade o que vemos é a violência muitas vezes é aplaudida, e até mesmo mais recompensada do que aqueles que são mansos, em nossos dias ser manso não é aparentemente ter uma boa qualidade, pois desta forma, talvez, não sejamos recompensados por isso aqui, mas que vantagem há em ser manso?

Primeiro quero tentar explicar porque é uma bem aventurança ser manso:

Os mansos são pessoas que não estão competindo com outras pessoas sobre o que possuem, estão satisfeitas com o que tem, não se sentem intimidadas pelos outros terem mais que elas, saber mais que elas, pois não se interessam mais pelas coisas do mundo estão satisfeitas com o segundo lugar, elas perderam seu interesse, porque encontraram algo de maior valor, não oprimem ou cobram as pessoas, preferem perdoar os outros que as perseguem, do que em um momento de ira fazer o mal há qualquer pessoa, pois elas se refugiam no Altíssimo (Sl 91), não carregam ressentimentos de críticas, nem se magoam.

Elas sabem que o mundo nunca irá ver elas como Deus as vê, perderam o medo de alguém falar o que elas são de verdade e não se preocupam com as críticas, pois sabem que só não são piores, porque Deus é misericordioso com elas, esperam com paciência o dia que Deus trará todo o julgamento e também reconhecimento de seu valor para Deus, estão livres de todo fingimento, como as pessoas que procuram mostrar seu melhor lado e esconder sua verdadeira pobreza e miséria interna, perderam o medo de encontrar alguém mais inteligente que eles, ou rico, se tornaram como criancinhas, onde não carregam o fardo da inveja, do orgulho, do ciúmes.

Então ser manso é uma bem aventurança e a grande alegria disso é poder receber de Jesus a mansidão e a humildade, pois o descanso para os nossos fardos é a mansidão e a humildade de Jesus, onde encontramos descanso para nossas almas, assim temos a segurança em Cristo, onde percebemos que somos amados não pelo que fazemos, mas pelo que Ele já fez, nem nos coloca como uns melhores dos que outros pois Ele nos ama da mesma maneira com todos os seus filhos, então não precisamos nos autojustificar nem justificar nossa vida para as pessoas, pois Cristo na Cruz, realizou a nossa justifição e assim temos Paz com Deus.

Levem o meu jugo e deixem que eu lhes ensine; porque eu sou manso e humilde de coração, e vocês acharão descanso para suas almas. (Mateus 11.29)

Que a cada dia possamos ser mais livres do fardo do mundo e encontrar o descanso da mansidão e humildade de Cristo Jesus.

Amém
Vitória - ES
Textos publicados: 6 [ver]
Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.