Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

A triste experiência de Jó e a sua grande vitória

"Antes eu te conhecia só por ouvir falar, mas agora eu te vejo com os meus próprios olhos". (Jó 42.5). Uma coisa é conhecer só de ouvir falar, outra é ver e sentir, conversar e dialogar com a pessoa. Muitos conhecem a Deus "só de ouvir falar", outros, porém, tem experiência com Deus. Uns falam com Deus, outros ouvem Deus falar. Uns imaginam como Deus é pela fé, outros o veem, igualmente pela fé. São experiências diferentes, mas sempre válidas em relação à pessoa divina. Jó teve, através do seu sofrimento, experiências com Deus, questionou a Deus, discutiu com Deus e Deus num redemoinho veio e falou com ele. Foi uma palavra forte de um pai para um filho e isto marcou tremendamente a vida do patriarca Jó. É bom quando Deus se manifesta e fala, orienta e exorta. Ele é o nosso Pai e, como filhos, precisamos sempre de sua orientação. Todos conhecem a história do patriarca Jó contada nos 42 capítulos de seu livro que narram a sua experiência com Deus. Jó foi um homem rico que perdeu tudo. Jó foi provado por Deus e depois foi aprovado por ele. No final do livro, Jó pôde responder ao Senhor: "Agora eu compreendo que o Senhor pode fazer todas as coisas e que ninguém pode impedir o Senhor de realizar seus planos" (Jó 42.1).

Não quero aqui entrar no mérito da questão desse livro sagrado, pois parece uma contradição, afinal, como um homem tão bom pode passar por tanto sofrimento, através daquela triste experiência, pela vontade de deus? Parece aos nossos olhos que Deus fez de Jó uma espécie de cobaia, (termo este tão em evidência hoje) para mostrar a Satanás a fidelidade seu servo. Jó foi exposto, execrado, caluniado, abandonado e criticado por seus amigos. Sua mulher não o entendeu e chegou a lhe dizer: "Abandona o teu Deus e morre!" Mas Jó, que conhecia a Deus, foi fiel a Ele e no final lhe deu em dobro tudo aquilo que ele tinha antes. Eu me permito o direito de pensar se algo assim acontecesse hoje como seria o comportamento da pessoa? Alguém disse que Jó venceu porque Deus lhe deu forças, mas a Bíblia é clara: Deus, de certa forma, abandonou a Jó e este ficou doente, cheio de feridas por todo o corpo e quanto mais ele sofria mais ele se apegava a Deus, mesmo não sabendo o motivo ou a razão daquele sofrimento. Sei de pessoas que ficaram doentes e através do sofrimentos ficaram mais fieis e mais crentes. Mas o caso de Jó foi extremo. Deus tirou tudo que ele tinha, até os seus filhos. O patriarca ficou literalmente sozinho e seus amigos apareciam apenas para questionar o por que de ele estar naquela situação. Eu entendo este comportamento porque ninguém, em sã consciência, poderia entender e aceitar aquela situação. Jó naquele grande sofrimento ainda pode exclamar; "Eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra e depois de consumida a minha pele, contudo em minha carne ainda verei o Senhor" (Jó 19. 25 e 26). Jó tinha esperança, mesmo naquela triste e humilhante situação. Sua experiência foi triste, mas foi uma oportunidade para ele mostrar e provar a sua fidelidade para com Deus.

Uma história desta só poderia estar na Bíblia, se estivesse, ou fosse narrada em algum outro livro ninguém acreditaria. Mas aquele que crê em Deus e na Sua Palavra acredita piamente, tem fé e sabe que isto pode acontecer ainda nos dias de hoje. Alguém já me disse que hoje não existem mais pessoas assim, eu disse: Claro que existe porque Deus é o mesmo. O Deus de Jó e de tantos outros personagens bíblicos é o mesmo e será eternamente. O crente crê, se não crer não é crente, ou então é um crente Tomé: aquele que tem que ver, por a mão, sentir para então poder crer. Não sejamos Tomé, sejamos André e tantos outros. Deus existe, é o mesmo e ainda existem servos de Deus como Jó porque a Palavra de Deus não falha, nunca falhou e jamais falhará.
Mogi Guaçu - SP
Textos publicados: 513 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.