Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

A minha fábrica de ídolos

"..estes homens ergueram ídolos em seus corações e puseram tropeços ímpios diante de si" Ez 14:3.

Calvino afirmou que nosso coração é uma fábrica de ídolos. É uma afirmação poderosa que a Bíblia já havia apresentado há milênios para a humanidade.
Por isso a idolatria é o pecado mais condenado ao longo da história bíblica e a prática que levou Israel a experimentar diversos juízos de Deus por abandona-lo.

Nos dez mandamentos Deus diz:
"Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te tirou do Egito, da terra da escravidão. Não terás outros deuses além de mim. Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Êx 20:2-4.
Deus estava basicamente se apresentando como aquele que libertou Israel da escravidão e não queria que eles retornassem a ela, mas se adorassem qualquer deus que não o Senhor, estariam voltando ao estado de escravidão. A ordem de não fazer ídolo de nada no céu, na terra ou embaixo da terra é porque qualquer coisa, viva ou não, física, abstrata, emocional ou espiritual pode ser transformada em nosso coração em um deus. Porém antes de seguir precisamos entender o que é coração e o que é deus.

Quando nós, no mundo ocidental, ouvimos a palavra coração associamos a sentimentos e emoções. Mas as pessoas que escreveram a Bíblia não limitavam a isso. Elas usavam a palavra coração para se referir ao raciocínio, vontades, emoções e sentimentos. Portanto, quando a bíblia diz que o coração é enganoso e corrupto, está falando de tudo isto e não apenas de sentimentos. Toda nossa vontade e razão também são enganosas.Quando a bíblia ordena guardar o coração está falando de preservar em santidade tudo isso, todo o nosso homem interior. O que seria então um deus? O seu e o meu deus é aquilo ou aquele a quem nós nos dedicamos, servimos e amamos com toda intensidade em nosso coração.
"Nenhum servo pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará ao outro, ou se dedicará a um e desprezará ao outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro".
Lc 16:13

Nós podemos amar muitas coisas e pessoas, mas algo vai se sobressair. Talvez seja seu time. Sua namorada ou esposa. Seu emprego ou faculdade. Seu ministério ou função na igreja. Viagens, filhos, animais, prazeres. O que aprendemos com Jesus em Lucas é que não podemos servir ao Deus verdadeiro e a outra coisa, pois um será amado e outro desprezado. Portanto, ídolo é aquilo que nós amamos como deveríamos amar a Deus. E qual é a forma como devemos amar a Deus? A Lei de Moisés dizia e Jesus reafirmou "Amarás a Deus de todo o coração"".
Então quando amamos e servimos a alguém ou algo de todo o coração isso tomou o lugar de Deus e é idolo. Como dizia A.W.Tozer "um ídolo na mente é tão ofensivo a Deus quanto um ídolo na mão."" Costumamos chamar de idolatria apenas quando há objetos físicos, mas eles nascem antes em nosso coração.

Vimos então que aquilo que toma nossas vontades, emoções, sentimentos e pensamentos com maior intensidade e dedicação é aquilo que nós adoramos. Se esse alvo não for o próprio Deus verdadeiro isso é idolatria. Muitas coisas podem e devem ser ditas sobre isso, como de casos em que tratamos o Deus verdadeiro como um ídolo, mas o que gostaria de que entendêssemos é o que buscamos quando procuramos algo para adorar. Quando nosso coração pede um deus ele está buscando três coisas gerais: (1)sentido para a sua existência, (2)satisfação/felicidade/consolo/esperança e (3)identidade. Esses três pontos se desdobram em outros, mas vamos nos ater a eles.

Todo ser humano clama por significado de vida, por algo que mostre que sua vida não é inútil, vã e ao acaso. Também buscamos por algo que nos dê satisfação plena e duradoura, que seja nossa fonte de consolo em meio a dor e nos dê esperança. Também buscamos algo que nos diga quem somos e ao qual possamos nos envolver e pertencer. Como diria Nietzsche nós temos receio de estar sós no universo e queremos pertencer a algo. Ou como diria Chesterton todos nós estamos exilados e perdidos desde o Éden buscando, não sabendo como, voltar para nosso lar.
Esses três pontos que nós buscamos em toda a vida são os indicadores daquilo que nós adoramos. O que dá sentido para sua vida? Aquilo que se você perder irá preferir morrer?
Em que você busca consolo na dor, e de onde você espera receber felicidade e no que você confia para o futuro? Ao que você atribui seu valor, identidade e importância? Aquilo que quando você tem ou tiver sentirá que realmente é alguém na vida?

Não há como se aprofundar muito nestas perguntas aqui, e infelizmente nós podemos responder Deus para todas elas e ainda assim Ele não ser a resposta real delas.
Precisamos pedir a Deus para que nos mostre que deuses podem estar em nossos corações. E os encontrando nos livrarmos deles pelo arrependimento, pela tristeza de ter entronizado alguém que não é Deus em nossa vida e pelo relacionamento pessoal com Jesus devolver todo amor do qual Ele é digno e que se for dado a outro trará morte e dor.
Seropédica - RJ
Textos publicados: 9 [ver]
Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.