Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Opinião

Como contar a história da Páscoa para crianças

Por Márcia Barbutti

Falar sobre a Páscoa com os filhos menores é um tremendo desafio. Existem muitos conceitos que ainda não estão totalmente elaborados na mente dos pequenos, como morte, pecado, Jesus Deus e Homem... Mas aos poucos eles começarão a entender e os pais terão outras oportunidades para desenvolver melhor esses conceitos. Neste artigo quero ajudar você a como contar a história da Páscoa aos seus filhos. Para entender o motivo da morte de Jesus, vamos começar pela origem do pecado na criação e queda do homem. Se seu filho for bem pequenino, divida esse texto para ser trabalhado em três momentos: criação, queda e redenção. Que o Senhor nos ajude a criar nossos filhos no Caminho, andando lado a lado. Vamos lá!

Hoje eu quero contar para você uma história muuuuuito especial, a história da Páscoa. O que você já sabe sobre ela? (Conversem sobre o que seu filho já sabe. Lembre-se que a repetição é uma ferramenta necessária para o ensino dos pequenos).

Vamos começar desde o comecinho e saber por que temos a Páscoa? (Abra sua Bíblia no livro de Gênesis).

No comecinho da Bíblia Deus disse que tudo era escuro e não existia nadinha aqui na terra. Então Deus criou todas as coisas. (Peça para seu filho falar algumas das coisas que Deus criou e cite os nomes de Adão e Eva, como as primeiras pessoas criadas por Deus).

Você acha que Adão e Eva eram felizes? Sim. Eu tenho certeza que sim. Eles viviam em um lindo e perfeito lugar e todos os dias tinham a companhia de Deus. Isso não era demais? Eles podiam fazer muuuuuitas coisas, somente uma coisa não podiam: comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Se eles  fizessem isso, seriam castigados seriamente.

Tudo ia bem até que um dia, o diabo resolveu enganar Eva usando uma serpente. A serpente contou uma grande mentira e enganou Eva. A serpente disse que Eva poderia comer daquele fruto e que não lhe aconteceria nada de mal. E tem mais, ela disse que Eva ficaria tão esperta e inteligente como Deus. Eva acreditou naquelas mentiras e resolveu
 desobedecer ao Senhor. Ela comeu o fruto e deu para Adão, que também comeu. Naquele momento eles olharam um para o outro e sentiram vergonha. Quando Deus chegou à tardinha para vê-los, eles se esconderam por causa do medo. Você já se sentiu triste porque  fez uma coisa que fez, mesmo sabendo que era errado? O pecado faz isso com gente, nos deixa triste e com medo. 
E o que é pior, ele faz a gente ficar longe de Deus. E tem mais, sozinhos a gente não pode fazer nada pra ficar pertinho de Deus de novo. Que triste! (Deixe claro que o pecado é uma coisa séria e precisa ser castigado).

Mas o amor de Deus é tão, tão, tão grande que ele planejou uma forma de voltarmos para ele! Ele sabia que a gente não conseguiria mudar, então Jesus disse: “Eu sei que o pecado precisa receber o castigo, então eu vou receber esse castigo no lugar das pessoas”. Foi por isso que Jesus veio ao mundo. Ele não apareceu aqui na terra rodeado de anjos e luzes e começou a falar para as pessoas. Nada disso, ele virou gente, nasceu, foi criança como você e viveu como qualquer pessoa. Ele brincava com os amigos, estudava, trabalhava, ajudava sua família, mas tinha uma coisa que Jesus nunca fez (Pergunte seu filho sobre o que seria).
 

Jesus nunca pecou. Vou repetir: ele nunca pecou. Sabe por quê? Porque Jesus é Deus. Ele foi homem como as pessoas que a gente conhece, mas não deixou de ser Deus. Quando Jesus virou adulto, algumas pessoas falaram muitas mentiras sobre ele, então Jesus foi levado para morrer numa cruz. Mas Jesus era Deus, vocês não acham que ele teria poder para não deixar que aqueles homens malvados fizessem aquilo com ele?Claro que poderia fazer isso, mas ele precisava morrer, porque o castigo pelo pecado é a morte. Jesus sofreu e morreu por vocês e por mim. Ele suportou tudo aquilo porque nos ama muuuuuito. Ele tomou o nosso lugar e recebeu todos os nossos pecados. Que amor maravilhoso! Quando Jesus morreu, seus amigos ficaram muito tristes. Eles acharam que estava tudo acabado, mas tudo mudou, pois nem a morte pode vencer o Senhor Jesus. Ele tornou a viver. O lugar onde colocaram o seu corpo ficou vazio. Ele está vivo! Ele está aqui!

Essa é a verdadeira história da Páscoa, Jesus veio ao mundo para nos salvar, ele morreu pra receber o castigo que era meu. E a história acabou? Nada disso, Jesus voltou a viver e um dia vai voltar para nos levar para vivermos juntinho dele.

Nota:
*Método indicado para crianças até 6 anos de idade.
**Texto adaptado da Escola Bíblica de Férias Super Conexão, Cultura Cristã.

Clique aqui e baixe o material, com lição, visual em slides e pdf, que podem lhe auxiliar na hora de contar às crianças a história da Páscoa.

Leia também
8 razões essenciais para relembrar a Páscoa
Uma voz feminina na Páscoa
Páscoa: gosto, não gosto. Por que sim. Por que não. 
 
É editora assistente da Editora Cultura Cristã, responsável pelos materiais infanto-juvenis.
  • Textos publicados: 6 [ver]

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Leia mais em Opinião

Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.