Apoie com um cafezinho
Olá visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Palavra do leitor

Primeiramente, fora Billy Graham

Nos últimos dias, em todos os recantos do mundo, Billy Graham foi lembrado com respeito e gratidão. O "evangelista do século XX" morreu aos 99 anos, depois de décadas de dedicação à pregação do evangelho, em 190 países. Igrejas, pastores e cristãos renderam glórias à Deus por uma vida produtiva e abençoada.

Em suas cruzadas, calcula-se um público total de 220 milhões de pessoas...em sua vida, uma estimativa que, entre programas de rádio e televisão, tenha alcançado a expressiva marca de 2,2 bilhões de pessoas. Sem dúvida, um belo retrospecto, mas há controvérsias.

Um professor americano de História (sempre os professores de história) fez um artigo com o tema "Billy Graham estava do lado errado da história". De imediato uma editora "isenta" brasileira traduziu e publicou o artigo, para deleite e delírio dos cristãos progressistas de plantão, ávidos por algum motivo que justificasse a crucificação do "ianque à serviço do capitalismo e da opressão mundial".

O artigo aponta, como motivo principal da afirmação, o fato de Billy Graham ter sido, por muitos anos, conselheiro de presidentes americanos.

Será que Billy Graham sugeriu o ataque militar covarde à alguma nação? Ou foi dele a idéia de que fizesse embargos econômicos à outros países?

Tudo bem, não conheço a história do autor e se existem motivos pessoais envolvidos, mas a minha questão não é essa.

Quem são esses nossos "irmãos" que compartilharam com êxtase e festas, essa grande "denúncia"? Que compartilharam em suas páginas pessoais com os dizeres "eu já tinha ouvido falar", "era um homem como outro qualquer".

Quem são os "progressistas delirantes" que desqualificam e minimizam o ministério extraordinário de um homem, que com todos os defeitos que certamente tinha, foi uma referência para milhões ou mesmo bilhões de pessoas?

Penso que são uns pobres coitados, pessoas medíocres e desqualificadas em suas motivações fundamentadas num servilismo ideológico que tem dominado a sociedade e as igrejas. Que vem usando púlpitos, redes sociais e espaços abertos, para trabalharem contra o reino, embora se apresentem como, gente do bem, gente inteligente, gente descolada, gente a favor dos necessitados. Sabemos que a imensa maioria permanece sentada, atrás de seus equipamentos, trabalhando pela estatolatria, servindo à politização de todas as esferas da sociedade, especialmente, em nosso caso, à igreja.

Gente que cala Jesus e suas falas, gente que despreza o imensurável valor de uma alma.
Gente que não compartilha a alegria dos céus e dos anjos "por mais uma alma que se salva".

Para eles, subserviente escravos progressistas, uma alma não vale um "pixuleco".
Campinas - SP
Textos publicados: 4 [ver]

Os artigos e comentários publicados na seção Palavra do Leitor são de única e exclusiva responsabilidade
dos seus autores e não representam a opinião da Editora ULTIMATO.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.