Apoie com um cafezinho
Ol? visitante!
Cadastre-se

Esqueci minha senha

  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.
Seja bem-vindo Visitante!
  • sacola de compras

    sacola de compras

    Sua sacola de compras está vazia.

Capa

Desigualdade – o que a igreja tem a ver com isso?

Falar sobre o tema da desigualdade social e agir no seu combate é colaborar para levar consolo e justiça às pessoas necessitadas como testemunho do interesse de Deus e da Igreja por suas vidas. Ser sal e ser luz é também discordar de que o mundo vá de mal a pior.

A matéria de capa convida o leitor a duas ações. Em primeiro lugar, olhar com o coração aberto para os abismos sociais do nosso país. Embora gritantes, eles não são óbvios.

O segundo convite é para ouvir o que Deus tem a nos dizer. Há nas Escrituras farto conteúdo sobre o assunto.

A partir disso, precisamos seguir para a ação – como indivíduos, família e como igreja – e chamar outros a participar deste testemunho. Podemos dizer com alegria: “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” também na promoção da equidade!

A desigualdade no Brasil surpreende por sua intensidade e por sua prevalência. Para exemplificar: estamos na 60ª posição no ranking de mobilidade social entre 82 posições. Isso significa que o tempo necessário para uma pessoa que nasce em determinadas con-dições socioeconômicas melhorar a sua posição ao longo da vida seria de 175 anos, ou nove gerações.1 Impossível não lembrar das leis do Jubileu, dadas ao povo de Deus, que fixaram o período de cinquenta anos (menos de três gerações hoje) para que a terra vol-tasse ao antigo proprietário, o escravo fosse liberto e as dívidas fossem perdoadas.

Ao que parece, o crescimento do número de evangélicos no país – somos hoje 31% da população – não se traduziu em um impacto real e amplo para os problemas sociais mais graves.

É possível que, “nesse caso, o abismo [esteja] entre nossa maneira de enfatizar a morali-dade pessoal do cristão e nossa forma de ignorar a ética social da igreja”2.

Precisamos relembrar a verdade de que “Deus ama e defende quem tem menos poder econômico e social, e devemos agir da mesma forma. É esse o significado de ‘fazer justiça’”3.

Notas
1. Global Social Mobility Index 2020; why economies benefit from fixing inequality.
2. CARMONA, Harold Segura. Para que serve a espiritualidade? Viçosa: Ultimato, 2010.
3. KELLER, Timothy. Justiça generosa; a graça de Deus e a justiça social. São Paulo: Vida Nova, 2013.

» Encontre mais sobre desigualdade aqui.

QUE BOM QUE VOCÊ CHEGOU ATÉ AQUI.

Ultimato quer falar com você.

A cada dia, mais de dez mil usuários navegam pelo Portal Ultimato. Leem e compartilham gratuitamente dezenas de blogs e hotsites, além do acervo digital da revista Ultimato, centenas de estudos bíblicos, devocionais diárias de autores como John Stott, Eugene Peterson, C. S. Lewis, entre outros, além de artigos, notícias e serviços que são atualizados diariamente nas diferentes plataformas e redes sociais.

PARA CONTINUAR, precisamos do seu apoio. Compartilhe conosco um cafezinho.


Opinião do leitor

Para comentar é necessário estar logado no site. Clique aqui para fazer o login ou o seu cadastro.
Ainda não há comentários sobre este texto. Seja o primeiro a comentar!
Escreva um artigo em resposta

Ainda não há artigos publicados na seção "Palavra do leitor" em resposta a este texto.